Queda de cabelo é sinal de alguma doença? Neste artigo vamos mostrar o que causa queda de cabelo e quais são as melhores opções de tratamento para queda de cabelo. Confira muitas dicas importantes que podem te livrar de falsas promessas e falsos remédios para queda de cabelo.

Queda de cabelo: Normal ou problema de saúde?

As pessoas sempre imaginam o pior quando o assunto é alteração no corpo humano, e com a queda de cabelo não seria diferente! Apesar da enorme preocupação, a queda de cabelo é algo natural e raramente é sinal de alguma doença ou problema de saúde!

De acordo com estudos realizados na Inglaterra na Universidade de Manchester, essa paranoia em partes tem seu lado positivo, visto que atualmente as pessoas acabam diagnosticando problemas que antes geralmente passavam despercebidos. O resultado disso foi o aumento do diagnóstico precoce da calvície, o que acabou aumentando a taxa de sucesso no tratamento deste problema.

Felizmente as pessoas pararam de tratar a preocupação com o cabelo como algo puramente estético! Então, se a pessoa notar essa e outras alterações, ela deve buscar uma consulta médica especializada imediatamente. Na sequência do artigo trouxemos os principais motivos para queda de cabelo.

Doenças que causam queda de cabelo

Saiba o que causa a queda de cabelo!

Queda de cabelo: Síndrome metabólica

Em pesquisas realizadas na Universidade Yonsei na Coreia do Sul, examinaram o sangue de 1.884 pessoas, e o resultado mostrou que aproximadamente 52,6% dos examinados apresentavam a alopécia androgenética. Entretanto, no grupo também haviam várias pessoas com diabete, hipertensão, obesidade e/ou triglicérides altos, que são fatores agravantes desta síndrome metabólica.

Várias destas doenças citadas prejudicam o sistema circulatório e com isso, a irrigação do couro cabeludo pode ser comprometida. Como o sangue não chega adequadamente, uma das consequências é justamente a falta de nutrição que leva à queda de cabelo.

Queda de cabelo: Cigarro

O tabagismo é um vício que não traz benefício algum para a saúde, em contrapartida, a lista de malefícios é absurdamente enorme! Estudos mostraram que a pessoa que é viciada em cigarro tem mais risco de ter calvície, e os homens são os que correm mais riscos.

Queda de cabelo: Anemia

Causada principalmente pela falta de ferro, a Anemia provoca uma queda na concentração de hemoglobina que é tem a função de transportar oxigênio. Uma das consequências da falta de oxigenação adequada é justamente a redução da resistência dos fios de cabelo.

De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), a Anemia é um problema que afeta cerca 30% da população do mundo. Aqui no Buscar Saúde tem um artigo inteiro sobre a Anemia, vale a pena conferir para se informar e saber como prevenir!

Queda de cabelo: Problemas intestinais

Diversos nutrientes são fundamentais para o nosso corpo, além do ferro que já falamos, a falta de zinco, cobre e outras proteínas é um fator fundamental para reduzir a beleza dos fios de cabelo, além de favorecer o aumento do índice de queda.

Porém, existem pessoas que mesmo com uma alimentação balanceada, não conseguem absorver estes nutrientes, principalmente quando há alguma doença no aparelho digestivo. Então, sabendo disso você precisa ficar atento, visto que a queda de cabelo pode ser um sintoma de alguma doença inflamatória intestinal.

Queda de cabelo: Doença renal crônica

Quando a pessoa tem algum problema no funcionamento dos rins, o sangue não é filtrado corretamente e com isso, é comum que a pessoa sinta câimbras, dor de cabeça, náusea e tenha muita queda de cabelo. Na Turquia um estudo avaliou 365 vítimas de doenças renais crônicas, e o resultado mostrou que aproximadamente 41,4% exibiam falhas no couro cabeludo.

Queda de cabelo: Sífilis

Esta doença sexualmente transmissível é causada pela bactéria Treponema pallidum, que além de provocar feridas nos órgãos sexuais da pessoa infectada, traz outras complicações como por exemplo, o desenvolvimento de manchas na pele e a queda de cabelo.

Queda de cabelo: Micose

Os fungos não atacam apenas as unhas, ou seja, o couro cabeludo também pode ser uma vítima! Quando a pele começa a descascar, isso afeta a estabilidade dos fios de cabelo, facilitando então as chances de queda. Outra consequência é que a micose deixa aquela região afetada mais oleosa, condição que favorece a calvície.

Queda de cabelo: Problemas da tireoide

As pessoas que sofrem com algum problema relacionado à tireoide precisam ter atenção redobrada. Quando a pessoa tem hipertireoidismo, há uma aceleração da reposição celular do couro cabeludo, favorecendo a exposição da careca. Já no caso de hipotireoidismo, existe uma dificuldade no desenvolvimento dos fios de cabelo, favorecendo as falhas no couro cabeludo.

Queda de cabelo: Estresse

O estresse provoca uma série de efeitos negativos no funcionamento do corpo humano. E vários estudos mostram que problemas com a queda de cabelo são cada vez mais comuns entre as pessoas que trabalham em setores estressantes.

Queda de cabelo: Doenças autoimunes

Este tipo de doença causa uma agressão das células de defesa contra o próprio organismo. Nesta condição, há um aumento dos processos inflamatórios que podem machucar o couro cabeludo e enfraquecer os fios de cabelo.

Neste vídeo que deixamos de sugestão, você pode conferir as dicas de um especialista para prevenir as quedas de cabelo, vale muito a pena!

Esperamos que tenham gostado deste artigo e caso tenha ficado alguma dúvida, basta deixar nos comentários que iremos responder com maior prazer!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)