As palavras aeróbico e anaeróbico estão cada vez mais frequentes no dia a dia das pessoas, principalmente daquelas que praticam atividade ou exercício físico. Apesar disso, muitas destas pessoas ainda não sabem quais as diferenças e características de cada classificação e é disso que vamos falar neste artigo.

Podemos afirmar que a maioria dos esportes podem ser treinados de forma aeróbica e anaeróbica, sendo que a intensidade desta pratica é o que irá definir qual é a forma que está sendo utilizada.

Compreender estas diferenças é o primeiro passo para te ajudar a mudar sua forma de treinar. Conhecer qual é o sistema metabólico que você está usado em cada momento do treino, vai fazer toda a diferença na melhoria do rendimento, te aproximando dos seus objetivos.

O que é exercício ou treino anaeróbico?

Quando falamos de um treino anaeróbico, o processo metabólico que o corpo utiliza para a produção de energia não necessita de oxigênio. O anaeróbico conta com duas etapas, que são: a fase alática e lática.

Na fase alática, também conhecida como ATP-CP, o nosso organismo consegue fornecer uma energia para cerca de 10 segundos de exercício. Talvez você esteja pensando, mas isso é não pouco? Depende do ponto de vista, a prova de 100 metros rasos no atletismo acontece dentro de 10 segundos, ou seja, dá pra fazer coisas fantásticas com a energia fornecida nesta fase.

Podemos citar aqui outros exemplos em que você irá utilizar o anaeróbico alático, são eles: Na musculação, em saltos, por exemplo, para realizar um ataque ou um bloqueio no vôlei, movimentos de soco durante uma luta ou um chute na bola no futebol. Sempre serão movimentos rápidos e que não ultrapassam os 10 segundos.

Exercício aeróbico, o que é?

Qual é melhor, aeróbico ou anaeróbico?

Agora se você realizar vários movimentos seguidos que ultrapassem os 10 segundos, você vai sair do anaeróbico alático e passar para o anaeróbico lático. Nesta fase, o mecanismo é conhecido como Glicogenólise.

Na fase lática, o nosso organismo consegue fornecer energia para cerca de 2 minutos de exercício. Mas nesta fase do metabolismo, existe a liberação de alguns desejos como, por exemplo, o lactato. Quanto mais intenso for o exercício, maior e mais rápida será a liberação de lactato.

Ele é o responsável por dar aquela sensação de queimação no músculo durante uma atividade de grande intensidade, posteriormente causando a fadiga, que enfraquece os músculos causando aquele desconforto. Sendo assim, para continuar se exercitando, você vai precisar continuar em um ritmo menor.

O que é exercício ou treino aeróbico?

O sistema aeróbico utiliza o oxigênio e nutrientes como a glicose, a gordura e o carboidrato como fontes de produção de energia para o músculo. Neste processo, a criação de ATP que é moeda energética de nosso organismo, não é tão rápida quanto no anaeróbico, mas compensa por conseguir gerar muito mais energia.

Quais os momentos em que você vai usar o sistema aeróbico? Esta resposta é bem simples, este sistema é utilizado quando os exercícios são praticados por tempo superior à 2 minutos, ou seja, nas atividades de resistência como, por exemplo, as corridas e pedaladas.

Trouxemos um vídeo bem dinâmico que também explica este assunto. Se tiver ficado com alguma dúvida, ele pode te ajudar a compreender ainda mais tudo o que foi explicado.

Considerações Finais

É fundamental compreender que não é certo pensar nos termos aeróbico e anaeróbico de forma isolada, mas sim como transições no metabolismo, onde a proporção irá mudar constantemente entre eles de acordo com a intensidade do exercício.

Imagine um jogo de futebol, durante a partida o jogador corre o tempo todo pelo campo, ou seja, exercício aeróbico. Em determinados momentos ele precisa dar um sprint para marcar alguém ou puxar um contra-ataque, agora temos um anaeróbico lático. Por fim chegamos ao momento em que ele precisa chutar uma bola ao gol, anaeróbico alático.

Sendo assim, devemos pensar que a forma correta de classificar os exercícios seria: Predominante anaeróbico alático (até 10 segundos), predominante anaeróbico lático (de 10 segundos até 2 minutos) e predominantemente aeróbico (acima de 2 minutos).

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)