Uma dúvida muito comum entre os praticantes de atividade física é justamente o tempo ideal de descanso entre um treino e outro. Seja você um atleta ou apenas um esportista por hobby, a lógica é a mesma. O descanso é fundamental para que o exercício ofereça os benefícios propostos.

A diferença é que quanto mais intenso for o exercício, consequentemente maior deverá ser o período de descanso. Neste artigo vamos falar sobre o tempo de recuperação muscular dos principais esportes.

Leia atentamente cada informação, pois isso pode ser fundamental para que você não fique exausto durante os dias seguinte, o que acaba prejudicando os estudos e também as suas atividades no trabalho.

Recuperação muscular, relaxante muscular

Vamos mostrar qual o tempo de recuperação ideal para cada esporte!

Futebol: Descaso de 48 a 72 horas

Considerado por muitos o esporte mais desgastante que tem, o futebol tem essa característica por causa dos constantes e longos deslocamentos que somados podem chegar à até 12 quilômetros por jogo.

Se considerarmos que grande parte dos deslocamentos em uma partida de futebol acontece em alta velocidade, fica fácil compreender porque é uma modalidade extremamente desgastante.

Durante um jogo de futebol, a pessoa costuma gastar cerca de 80% do açúcar e 20% de gordura, resultando na alta produção do tão famoso e dolorido ácido lático. Quanto maior o seu nível no organismo, mais rápido a pessoa chegará à fadiga muscular. Quando a pessoa fica em repouso, o ácido lático vai sendo eliminado gradativamente!

Tênis: Descanso de 24 a 36 horas

Durante uma partida de tênis, o praticamente pode permanecer até 3 horas ou mais em quadra, o que leva a pensar que este esporte é muito mais exaustivo do que o futebol não é mesmo?

A grande diferença é que no jogo de tênis existem muitas interrupções e com isso, o tempo que a pessoa está se deslocando e golpeando a bolinha é realmente muito inferior à duração total do jogo.

Se você assistir uma partida vai notar que existem pontos bem disputados onde o degaste físico pode ser bem intenso, mas ao final de cada disputa de ponto os tenistas ficam quase um minuto até iniciar o próximo ponto, o que já é um tempo considerável para o corpo se recuperar um pouco.

Se você levar em consideração as características de uma partida de tênis divertida entre amigos sem ambiente de competição, a intensidade certamente será menor e o tempo de descanso entre os pontos maior.

Handebol: Descanso de 24 a 36 horas

O handebol é uma modalidade bem intensa e os atletas se empenham ao máximo durante a partida. No handebol existem sim os deslocamentos em alta velocidade, mas como a quadra é muito menor que um campo de futebol por exemplo, o desgaste é muito menor. Nos jogos entre amigos, este desgaste certamente é inferior, visto que o ritmo da partida tende a ser bem mais leve!

A característica fundamental do handebol é a troca constante de atletas que atuam atacando e defendendo! Portanto, durante a partida os atletas se revezam e neste período que estão fora de quadra, o corpo aproveita para recuperar uma parte da energia gasta no esforço anterior. No handebol também existem os pedidos de tempo, situação que contribui para recuperação parcial muscular!

Vôlei: Descanso de 24 a 36 horas

O vôlei é uma modalidade que desgastante porque ela exige deslocamentos e saltos constantes. Caso você não saiba, quando uma atividade inclui saltos na realização, a carga física é considerada mais alta que as demais.

Caso você não saiba, qualquer movimento que faça o corpo saltar e perder o contato com o solo é considerado um movimento de explosão. Além deste esforço muscular para saltar, o corpo precisa exercer um ótima absorção do impacto na aterrissagem, o que também é bem intenso.

Mesmo assim o vôlei não é considerado uma modalidade tão desgastante quanto o futebol, porque os deslocamentos não são tão grande e nem tão intensos. Além é claro, das substituições, tempo técnico e o intervalo entre um ponto e outro, que são características determinantes para oferecer uma boa recuperação parcial.

Basquete: Descanso de 24 a 48 horas

Esta modalidade é bem parecida com o voleibol, justamente por exigir uma quantidade bem grande de saltos durante a partida. O desgaste no basquete é maior do que no vôlei porque os deslocamentos são maiores se mais rápidos, mas como existem muitas paralisações, trocas de jogadores e pedidos de tempo, há uma boa recuperação muscular parcial.

Corridas: Descanso entre 24 horas e até 10 dias

Nesta modalidade é fundamental conhecer alguns detalhes importantes! Nas corridas consideradas como provas de velocidade, onde a distância é curta e a velocidade é alta, o tempo de recuperação é extremamente curto, precisando de apenas algumas horas.

Pra você ter ideia como isso é verdade, até mesmo no alto rendimento como por exemplo nas olimpíadas, as provas das semifinais e finais acontecem no mesmo dia. Agora quando a distância passa dos 1,5 mil metros, o descanso para a recuperação muscular precisa ser maior.

Como falamos no início quanto mais intenso for o exercício, maior deverá ser o período de descanso e a corrida é o maior exemplo disso. Quanto mais longo o percurso, maior será o desgaste e a recuperação muscular vai precisar de mais tempo. De acordo com os especialistas, dependo da duração da corrida, a recuperação adequada pode demorar até 10 dias.

Natação: Descanso entre 24 horas e até 10 dias

Neste caso as condições são parecidas com as da corrida. Nas provas curtas a recuperação é de poucas horas, nas provas extremamente longas o desgaste físico é altíssimo e o descanso também deve ser maior. Então você certamente já consegue entender que o descanso para um nadador de uma prova de 400 metros é muito diferente do descanso dos nadadores de uma maratona aquática.

Os exemplos citados são de atletas de alto rendimento, mas isso serve de base para você comparar as modalidades que qualquer pessoa pratica, visto que a principal diferença é justamente a intensidade e a duração.

Não é possível determinar um tempo exato de recuperação porque as pessoas respondem de maneira diferente aos estímulos. Por isso tem jogadores que precisam de mais descanso ou mais cuidados para não se lesionar.

Além disso, a capacidade física, o peso corporal, as condições climáticas e vários outros fatores podem influenciar positivamente ou negativamente no desgaste e na recuperação muscular.

Durante o período de repouso, a pessoa deve beber bastante água para manter a boa hidratação, e ingerir os alimentos certos para promover a reposição de nutrientes essenciais. Aqui no Buscar Saúde já falamos dos melhores alimentos para antes e depois de se exercitar, vale muito a pena ler.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)