Qual a relação da diabetes e o exercício físico? As pessoas que tem diabetes podem se exercitar? Quais os exercícios mais indicados para os diabéticos? Neste artigo de hoje vamos falar tudo sobre a diabetes e como o exercício físico pode melhorar a vida de quem tem esta doença.

O que é diabetes?

Conhecida como uma doença metabólica, a diabetes se caracteriza por um aumento descontrolado dos níveis de glicose no sangue. Isso acontece por problemas na produção ou ação da insulina, que é um hormônio produzido pelo pâncreas e a sua principal função é a regulação dos níveis de açúcar no organismo.

Por muito tempo as pessoas pensaram que os diabéticos não deviam praticar exercícios físicos, uma vez que há riscos desta pessoa sofrer uma hipoglicemia durante a atividade. Realmente os riscos existem, mas só quando a atividade física é realizada fora das condições indicadas.

Quando o exercício físico conta com uma orientação de um profissional de Educação Física e um acompanhamento médico, avaliando e monitorando os níveis de insulina e glicose, ele certamente irá oferecer muitos benefícios para quem tem diabetes.

Quais os tipos de diabetes?

Esta doença é classificada em diabetes tipo 1 e tipo 2. Na tipo 1 a pessoa se torna dependente de insulina. A aparição da diabetes tipo 1 é mais frequente nas crianças e nos jovens, mas também pode aparecer em adultos e até em idosos, mas são casos mais isolados.

Este é o tipo mais raro de diabetes e é causada por uma produção insuficiente de insulina pelo pâncreas. Neste caso, as células do nosso corpo não conseguem absorver o açúcar necessário do sangue, mesmo que o seu nível esteja elevado.

A diabetes tipo 1 não está diretamente relacionada com má alimentação e hábitos de vida, mas sim com a falta da insulina. Os pacientes diagnosticados com diabetes tipo 1 precisam de aplicações de insulina por toda a vida.

Na diabetes tipo 2 o pâncreas produz a insulina, mas as células do nosso corpo criam uma resistência à ação dela. Desta forma, o pâncreas precisa trabalhar cada vez mais, até que esta insulina produzida atenda às necessidades do organismo, mas enquanto o pâncreas trabalha mais, o nosso corpo cria mais resistência ainda, tendo cada vez mais dificuldade em absorver o açúcar proveniente dos alimentos.

A diabetes tipo 2 se manifesta geralmente na idade adulta, mas infelizmente o número de jovens com este problema tem crescido muito e isso é muito preocupante. O seu tratamento em grande parte dos casos consiste na reeducação alimentar e mudança na rotina diária, com inclusão de exercícios físicos visando normalizar e controlar os níveis de açúcar no sangue.

Atividade física faz bem ou mal para quem diabetes?

Diabético pode fazer exercício físico?

Quais os sintomas da Diabetes?

Nas pessoas adultas a diabetes mais frequente é a tipo 2 e ela se manifesta através dos seguintes sintomas:

  • Vontade excessiva de urinar
  • Volume grande de urina, principalmente durante a noite
  • Sede intensa e constante
  • Fome intensa e difícil de saciar
  • Fadiga constante
  • Visão turva

No caso das crianças e jovens, a diabetes mais comum é a tipo 1. Ela surge de maneira súbita e os seus sintomas são bem nítidos, são eles:

  • Urinar muito, principalmente durante a noite
  • Sede intensa e constante
  • Perda rápida de peso
  • Enorme fadiga e queixas de dores musculares intensas
  • Comer compulsivamente
  • Dores de cabeça
  • Náuseas
  • Vômitos

Estes sintomas aparecem com mais intensidade quando a glicemia já apresenta valores bem elevados, ou seja, nestes casos já podem existir complicações na saúde da pessoa, sendo que a visão é uma das primeiras a ser afetada.

Quais os benefícios do exercício físico para os diabéticos?

  • Diminuição dos níveis de glicose no sangue
  • Estimulo na produção de insulina
  • Aumento da sensibilidade celular à insulina
  • Aumento da capacidade de captação de glicose pelos músculos
  • Diminuição da gordura corporal relacionada à diabetes tipo 2

Vários estudos foram realizados com este intuito e atualmente é comprovado que praticar exercício físico regularmente e bem orientado é um dos principais fatores de prevenção de diversas doenças como a obesidade, hipertensão arterial, osteoporose e diabetes.

O exercício físico também oferece benefícios para as pessoas que já desenvolveram estas doenças. Nestes casos, se exercitar auxilia no combate e controle delas e contribui para uma evolução do paciente que irá fazer o tratamento.

Os diabéticos que praticam exercício físico apresentam uma melhoria do aproveitamento da glicose pelos músculos. Portanto, é possível reduzir as doses dos medicamentos, prevenindo complicações futuras associadas à diabetes, como por exemplo, alterações na retina, nos vasos sanguíneos, nervos, rins e coração.

Quais os melhores exercícios para os diabéticos?

A prática mais indicada é de exercícios físicos aeróbios e a quantidade ideal de exercícios varia bastante de pessoa, sendo importante avaliar cada um e suas condições físicas e de saúde. Desta forma uma avaliação médica é fundamental para não colocar a vida desta pessoa em risco.

Contando sempre com a orientação de um profissional capacitado, os exercícios mais indicados são: a corrida, a natação e a pedalada. Seguindo a recomendação dos estudos realizados, o tempo total de pratica semanal deve ser de aproximadamente 150 minutos e estes exercícios devem ser realizados sempre com intensidade moderada.

As pessoas com diabetes podem sim realizar treinos de musculação, mas sempre respeitando a intensidade destes exercícios e focando nos grandes grupos musculares. O indicado é que estes treinos sejam duas vezes por semana e com aproximadamente 30 minutos de duração cada.

Considerações finais

Como estamos falando do exercício físico neste caso com um “medicamento”, o controle e as doses ideais são fundamentais para o sucesso e obtenção dos benefícios citados. Você necessariamente não precisa escolher apenas as modalidades que apresentamos, mas elas são as mais indicadas para lhe oferecer os benefícios apresentados.

Os exercícios aeróbicos além de melhorarem o aproveitamento da glicose, eles reduzem a gordura visceral que prejudica o bom funcionamento de diversos órgãos como, por exemplo, o coração, o fígado e os rins. Respeite as orientações, respeite a intensidade, consulte sempre o médico, faça os controles de glicose e principalmente jamais inicie qualquer atividade física sem realizar todos os exames médicos previamente.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)