O tema de hoje é Hipotensão ou como é popularmente chamado, pressão baixa! Você sabe quais as causas de pressão arterial baixa? Neste artigo vamos mostrar todos os sintomas de pressão baixa, além de falar sobre os remédios para pressão baixa, se existe alimentos que baixam pressão e também sobre os casos de pressão baixa na gravidez.

Pressão baixa, o que é?

A Hipotensão é caracterizada quando a pressão arterial está mais baixa do que o normal. Para que a pressão arterial seja considerada baixa, ela precisar apresentar valores inferiores a 9 (sistólica) por 6 (diastólica).

A pressão é medida em milímetros de mercúrio (mmHg) através da pressão diastólica e sistólica. Para quem não sabe, a diastólica é a pressão que ocorre quando a musculatura cardíaca relaxa para que o sangue volte a encher à sua cavidade, e neste momento a pressão cai para o seu valor mínimo e por isso, é conhecida como pressão mínima.

A sistólica é a pressão que ocorre para expulsar o sangue do seu interior para enviá-lo para todo o corpo através das artérias. Neste momento a pressão atinge o valor máximo e por isso, é conhecida como a pressão máxima. O valor de referência da pressão arterial ideal é o famoso 12 por 8, ou seja, 12 (sistólica) e 8 (diastólica).

Pressão arterial baixa, o que pode ser?

O que fazer quando em caso de pressão baixa?

Em grande parte dos casos, a pressão baixa não causa problemas à saúde e em muitos deles, a pessoa nem nota que a pressão estava baixa. Porém, quando a pressão atinge um nível inferior a 9 por 6, vários sintomas e alertas são disparados e nestas condições existem grandes riscos à saúde. A maioria das pessoas com pressão baixa é do sexo feminino e são magras.

Pressão baixa, o que pode ser?

Existem vários tipos de hipotensão que podem ou não apresentar sintomas. Na maioria dos casos esta alteração da pressão arterial não precisa de tratamento, mas em outros casos sim, então é importante conhecer os tipos de pressão baixa e como agir em cada caso.

Pressão baixa: Hipotensão ortostática/postural

Esse tipo de pressão baixa acontece geralmente quando ficamos muito tempo na mesma posição e depois mudamos de posição rapidamente. Seja deitado, sentado ou em pé, este tipo de situação faz com que o fluxo sanguíneo e a pressão não consiga se ajustar tão rapidamente. Os sintomas de pressão baixa nestes casos são vertigens, tonturas ou até desmaio. Quando acontecer este problema, o mais indicado é retornar à posição anterior e fazer a trocar de posição mais lentamente para que o fluxo sanguíneo e a pressão arterial possam se adaptar corretamente à nova postura.

Pressão baixa: Hipotensão neural mediada

Este tipo de pressão baixa é mais comum em jovens e crianças. Ela ocorre quando o cérebro e o coração não conseguem se comunicar corretamente. Esse tipo de hipotensão acontece quando a pessoa permanece por um longo período em pé e com isso, o retorno venoso é limitado fazendo com que o sangue se acumule nas pernas, causando a queda na pressão arterial. Neste tipo de pressão baixa os sintomas são tontura, vertigem e até mesmo desmaio.

Pressão baixa: Hipotensão severa ligada a choque

Este tipo de pressão baixa ocorre quando os órgão vitais não recebem sangue e/ou oxigênio suficiente para funcionar corretamente. Este problema é muito grave e caso não seja tratado imediatamente, as consequências podem ser gravíssimas e a vítima pode até morrer.

Pressão baixa: Hipotensão pós-prandial

Este tipo de pressão baixa acontece após a ingestão de alimentos e isso é natural, porque o sangue deve fluir para o aparelho digestório para trabalhar na digestão das refeições. Este tipo de pressão baixa acontece principalmente nos idosos e é muito comum que eles foram quedas por sentir tonturas ou por ter desmaiado.

Pressão baixa: Hipotensão na gestação

A pressão baixa é um problema muito comum durante à gestação e mesmo não sendo um problema tão sério, as futuras mamães precisam ficar atentadas porque em casos de quedas mais bruscas, pode ocorrer o aborto espontâneo ou então a eclâmpsia. Na gravidez, a pressão baixa acontece com mais frequência entre o terceiro e sexto mês, porque é justamente a época em que o bebê mais cresce e necessita de muito mais sangue na placenta. A principal dica para as futuras mamães é evitar locais muito quentes, se manter sempre bem hidratada e adotar uma ótima alimentação!

Pressão baixa, quais as principais causas?

Os problemas de hipotensão podem ser causados por condições bem simples, mas também podem ser sinais de algo bem mais sério como por exemplo, problemas cardíacos. Listamos a seguir, as principais causas de pressão baixa, são elas:

  • Problemas endócrinos
  • Reações alérgicas graves
  • Calor
  • Permanecer deitado ou em pé por muito tempo
  • Desidratação
  • Gravidez
  • Anemia pela falta de ácido fólico e de vitamina
  • Problemas cardíacos
  • Efeitos colaterais de medicamentos
  • Diminuição do volume de sangue
  • Choque séptico
  • Hipotiroidismo
  • Doenças cardíacas
  • Deficiência de sal no corpo

Pressão baixa: Sintomas

Como foi dito, existem vários tipos de hipotensão, mas em grande parte deles os sintomas são sempre os mesmos. Em dias bem quentes onde acontece muita transpiração, podem acontecer deficiência no volume dos eletrólitos, além da desidratação, fatores que provocam cansaço, tontura e até mesmo desmaios.

A tontura é um sintoma muito comum principalmente quando há queda de pressão pela troca repentina de posição. Por isso é tão comum sentir-se tonto quando levanta ou senta rapidamente. Nestas condições, a pessoa pode sentir vertigem, cefaleia ou perda repentina da consciência.

Para evitar este problemas, o nosso organismo cria medidas de prevenção para evitar que a pressão arterial caia demais e os sinais que isso está acontecendo são:

  • Pele gelada
  • Palidez
  • Batimento cardíaco rápido ou irregular
  • Visão embaçada
  • Febre recorrente
  • Fraqueza
  • Náuseas e vômitos

Pressão baixa: Tratamento

Os tratamentos para pressão baixa devem ser indicados pelos médios após avaliar completamente cada caso. Geralmente eles variam de acordo com cada tipo de hipotensão, mas na maioria dos casos são apenas recomendações do que deve ser feito no momento em que a pressão está baixa.

  • Adicionar um pouco mais de sal nos alimentos
  • Usar meias de compressão
  • Observar os efeitos colaterais dos medicamentos
  • Ingerir muito líquido para evitar a desidratação
  • Mudar de posição lentamente e respirar fundo após isso
  • Não consumir exageradamente bebidas alcoólicas

Remédio para pressão baixa

Como sempre falamos aqui no site, jamais se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar o médico de confiança. Estas atitudes podem ser extremamente perigosas para a saúde e prejudicar o tratamento trazendo graves consequências.

As informações passadas neste artigo são de caráter instrutivo e educacional, você jamais deve deixar de respeitar a orientação médica por isso! Caso tenha gostado, compartilhe com seus amigos e familiares porque estas informações podem ajudar a melhorar a qualidade de vida de cada um deles. Se tiver ficado alguma dúvida, deixe nos comentários que iremos responder.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

4 comentários para “Pressão arterial baixa, o que fazer?”

  1. Marcio

    Olá! Informações instrutivas de conhecimento, são informações fraternas. Tão nesessarias ao nosso aperfeiçoamento em tudo. Parabéns! Nota mil, trilegal.

    Responder
    • Bruno

      Obrigado pelo comentário e fico feliz que tenha sido um elogio, seja sempre bem vindo e caso tenha alguma crítica, por favor não deixe de falar, ela pode ajudar a melhorar ainda mais o conteúdo.

      Responder
  2. Marta

    Muito claro e muito util para mim.
    Bom demais.

    Responder
    • Bruno

      Obrigado por sempre ler. Fico feliz que tenha gostado!

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)