Quando falamos em rins, a primeira coisa que a maioria das pessoas pensam é sobre pedra nos rins, que infelizmente é um problema que afeta muita gente! Se você quiser saber mais sobre este tema, tem um artigo completo aqui no Buscar Saúde falando disso, vale a pena conferir!

Mas neste artigo vamos falar como é formado o sistema urinário, sobre as funções dos rins, sobre a gravidade das doenças renais e como os rins são importantíssimos para nosso sistema corporal.

Sistema urinário

O sistema urinário é formado por dois rins, dois ureteres, uma bexiga e uma uretra. Os dois rins ficam localizados na parte posterior do abdômen. Na maioria das pessoas o rim direito é menor e fica um pouco abaixo quando observamos e comparamos com o rim esquerdo.

O rim de um adulto tem o formato de um grão de feijão bem grande, podendo medir entre 10 a 13 centímetros e pesar entre 120 a 180 gramas. O sangue chega aos rins pelas artérias renais e depois de circular pelos rins, o sangue retorna ao sistema circulatório através das veias renais.

Uma curiosidade bem interessante é que os rins filtram todo o sangue do nosso corpo 12 vezes por hora. Imagine só quantos litros de sangue por dia são filtrados pelos rins, é muita coisa mesmo!

Pedra nos rins e outras doenças renais

Conheça as principais funções dos rins e como eles são fundamentais para a nossa saúde!

Rins: Quais as suas funções?

O equilíbrio das funções químicas do nosso corpo tem grande participação do trabalho dos rins. As principais funções dos rins são:

  • Filtrar o sangue
  • Eliminar as toxinas do sangue
  • Participar da formação do sangue
  • Regular a formação dos ossos
  • Regular a pressão sanguínea
  • Controlar o balanço químico do corpo
  • Manter o equilíbrio de líquidos do corpo

É complicado dizer que algum órgão é mais importante que o outro, mas a nossa sobrevivência certamente depende do funcionamento adequado dos rins, visto que uma pessoa com problemas renais graves dificilmente consegue sobreviver.

Rins: Doenças renais

As pessoas que tem algum tipo de doença renal sofrem bastante, sendo que em muitos casos é necessário fazer diálise. Este tratamento pode ser provisório ou não, e de acordo com vários estudos realizados no Brasil, cerca de 21 mil brasileiros precisam iniciar um tratamento por hemodiálise ou diálise.

Infelizmente são poucos os casos onde a pessoa consegue recuperar pelo menos uma parte do funcionamento ideal dos rins, o que seria crucial para fazer com ela não precisasse mais da diálise. E mais raros ainda, são os casos em que a pessoa consegue receber um transplante renal.

Rins: Formação dos ossos e sangue

Caso você não saiba, a formação óssea e também a produção dos glóbulos vermelhos no sangue dependem do funcionamento normal dos nossos rins. A primeira grande justificativa é que os rins são responsáveis pela regulação da concentração do fósforo e cálcio no sangue.

O segundo motivo é que os rins produzem a eritropoetina, que é um hormônio importante para a maturação dos glóbulos vermelhos do sangue e da medula óssea. Quando a pessoa tem baixa produção deste hormônio, as chances de desenvolver uma anemia são enormes.

Rins: Eliminação de toxinas

Os furos precisam ter tamanhos bem específicos porque se eles forem grandes demais, causaria a eliminação de substâncias importantes e que deveriam permanecer em nosso corpo. Em contrapartida se os furos forem pequenos demais, as toxinas que deveriam ser eliminadas começam a ser retidas.

Como falamos o sangue é filtrado várias vezes ao dia, e neste processo o sangue que sai dos rins é bem limpo, justamente porque as toxinas foram filtrados e posteriormente vão ser eliminadas na forma de urina.

Agora ficou fácil compreender que quando os rins não estão funcionando perfeitamente, há um acumulo de toxinas no sangue favorecendo o desenvolvimento de várias doenças graves.

Rins: Pressão sanguínea

O controle e a regulação da pressão arterial sanguínea também é funções dos rins. Cabe a eles controlar a concentração de sódio e principalmente a quantidade de líquidos no nosso corpo. Quando há falhas e estas funções não são efetuadas corretamente pelos rins, uma das consequências é o aumento da pressão sanguínea.

Neste vídeo que deixamos abaixo você pode ver de uma forma bem dinâmica como acontece o processo de filtragem do sangue. No vídeo é possível compreender como o nosso sistema urinário funciona de uma forma fascinante, e como isso é importante para o equilíbrio das demais funções do corpo, vale a muito a pena assistir!

Gostou deste artigo? Tem alguma dica ou sugestão? Deixe nos comentários que iremos responder e se puder compartilhe com seus amigos e familiares. Essas dicas são importantes para que as pessoas conheçam cada vez mais o seu corpo.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)