Você gosta de andar de bicicleta? Talvez você nem goste muito, mas já ouviu falar que pedalar emagrece e como está buscando uma forma de se exercitar, visando manter o peso e/ou queimar calorias, você acaba optando por esta modalidade.

É verdade que a ergométrica emagrece mais que a bicicleta normal? Quanto pelar por dia para emagrecer? Quais os benefícios da pedalada? Andar de bicicleta na rua é melhor do que na ergométrica? Quais as vantagens e desvantagens de cada opção.

No artigo de hoje vamos responder estas que são as perguntas mais frequentes sobre o assunto, além de deixar diversas dicas de como praticar em segurança. Leiam atentamente todas as informações e vejam qual é a melhor opção para o seu caso.

Quais as diferenças entre pedalar na rua e na ergométrica?

Neste primeiro momento já queremos deixar bem claro que ambas são extremamente benéficas para a saúde, mas elas apresentam características e finalidades completamente diferentes.

A mobilidade

Neste quesito, é indiscutível que a bicicleta tradicional seja a melhor opção. Ela além de ser uma excelente opção para se exercitar, ainda pode funcionar como um meio de transporte, condição que a ergométrica jamais poderá oferecer.

As quedas de bicicleta

Para as pessoas que morrem de medo de cair, a pedalada acaba sendo uma das últimas opções quando o assunto é praticar alguma atividade física. Se você faz parte deste grupo, você não precisa ficar sem pedalar, basta que faça opção pela ergométrica.

Existem relatos de pessoas que usaram a ergométrica como uma ferramenta para superar o trauma de infância. A ergométrica também é uma excelente alternativa para o grupo de pessoas que tem problemas com equilíbrio.

Andar de bicicleta emagrece?

Quais os benefícios da pedalada?

Lesões ao pedalar

Os riscos de lesões existem em ambos os casos, porém há mais chances de se lesionar na bicicleta convencional, visto que os movimentos são mais complexos, ou seja, as chances da pessoa apresentar um padrão de movimento e postura incorreta é muito maior.

As lesões mais frequentes estão relacionadas à postura e a realização de movimentos incorretos que acabam causando sobrecarga nos músculos e principalmente nas articulações, além daquelas decorrentes das quedas é claro.

Também deve haver uma atenção redobrada à intensidade do exercício, existem várias lesões que são causadas pelo excesso de esforço. Sendo assim, tome bastante cuidado com o controle da intensidade, principalmente na ergométrica.

Para determinar qual é a carga ideal tanto para a ergométrica quanto para a bicicleta convencional, é fundamental contar com a orientação de um profissional de Educação Física. Ele tem a capacitação necessária para avaliar as suas condições físicas e determinar quais as condições ideias de treino de acordo com o objetivo que você determinou.

Interação social

Acreditamos que tanto nas ruas quanto na academia, as chances de fazer novas amizades são grandes, apesar de que na academia a oportunidade de encontrar a mesma pessoa diversas vezes é maior, a não ser que você combine com outra pessoa de sair pra pedalar.

Indiferente dos casos, a pedalada é uma ótima forma de socialização, visto que é bem simples realizar a atividade e se comunicar simultaneamente. Atualmente existem diversas academias que oferecem dinâmicas com ciclismo em grupo, podendo ser realizada tanto na academia quanto em algum espaço urbano.

É muito importante ter uma atenção redobrada quando estiver pedalando na rua. A conversa jamais pode tirar seu foco, pois existem muitos obstáculos urbanos como por exemplo, buracos, veículos e pedestres fazendo com que as chances de acidentes sejam constantes.

Rotina ao pedalar

Ir sempre ao mesmo lugar, subir na ergométrica, cumprir o tempo e/ou distância objetivada e no outro dia repetir novamente todo o processo, pode acabar se tornando uma rotina entediante e neste caso, as pessoas que pedalam apenas na ergométrica perdem um dos principais atrativos desta pratica.

As pessoas que pedalam com a bicicleta convencional, tem a liberdade de explorar novos locais, ter uma sensação maior de liberdade, principalmente se forem lugares com natureza abundante.

Pedalar para queimar calorias

Para facilitar o entendimento, vamos dar um exemplo em que um indivíduo de 70 kg irá pedalar por 30 minutos em uma intensidade moderada. Para que esta comparação seja possível, você deve imaginar que ele realizou os dois exercícios exatamente nas mesmas condições.

Neste exemplo apresentando, o gasto energético na pedalada em uma bicicleta convencional é maior quando comparado ao mesmo exercício em uma ergométrica. Quanto mais músculos você movimenta em um exercício, maior será o gasto energético, com esta explicação, fica fácil entender porque a pedalada na bicicleta convencional queima mais caloria.

Quando o assunto é gasto energético, é importante frisar que não existe um valor padrão para nenhum exercício, visto que a individualidade biológica da pessoa faz com que os valores gastos variem bastante. Os fatores externos também podem influenciar nesta variação de calorias queimadas, um exemplo que podemos citar é a condição climática.

Antes de finalizar o artigo, trouxemos uma lista que mostram quais as vantagens de pedalar ao ar livre na bicicleta convencional e de pedalar na bicicleta ergométrica. Vejam todas elas a seguir:

Vantagens da bicicleta convencional

  • Maior bem estar, diretamente relacionado com o contato com a natureza
  • Excelente opção para escapar do stress do trânsito
  • Maior ventilação pulmonar
  • Melhor desenvolvimento imunológico
  • Menos sobrecarga nas articulações, desde que praticado nas condições ideais
  • Mais econômica

Vantagens da bicicleta ergométrica

  • Fácil aprendizagem
  • Conforto maior
  • Menor índice de impacto
  • Excelente opção para pessoas acima do peso
  • Mais recomendado para pessoas que se recuperam de lesões
  • Não tem problemas com mudanças climáticas, trânsito de pedestres e veículos
  • Praticamente não sofre com a poluição
  • Controle completo do ritmo

Considerações finais

Antes de escolher qual é a melhor opção, você precisa realizar uma bateria de exames médicos para avaliar o seu estado de saúde e detectar possíveis restrições para um determinado exercício.

Embora as atividades físicas sejam repletas de benefícios, dependendo das condições fisiológicas e ergométricas da pessoa, a prática dessas modalidades pode trazer mais riscos do que ajudar a sua saúde. Seja prudente sempre!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)