O que é líquido seminal? É possível engravidar apenas com líquido seminal ou só com a ejaculação? O Buscar Saúde vai responder estas dúvidas, além de te explicar como aumentar a prevenção de uma gravidez indesejada.

O que é líquido seminal?

O líquido seminal nada mais é do que um líquido com tom esbranquiçado. Ele é um líquido produzido pelas glândulas seminais e também pela próstata, tendo como objetivo principal auxiliar no transporte dos espermatozoides que são produzidos pelos testículos.

Na composição do líquido seminal você vai encontrar até mesmo um tipo de açúcar! Este é um componente crucial para manter os espermatozoides saudáveis, porque eles vão precisar de muita energia para conseguir chegar ao óvulo e fecundar.

Este líquido normalmente não é produzido durante a infância! Isso é facilmente explicado quando aprendemos que a produção do líquido seminal depende de uma elevada liberação de testosterona pelos testículos.

Portanto, os meninos começam a produzir líquido seminal apenas na adolescência, algo que ocorre na grande maioria entre os 14 e 18 anos de idade. Mas vale lembrar que por causa da individualidade biológica, podem existir casos em que a produção acontece antes ou depois.

Líquido seminal engravida?

Vamos falar tudo sobre líquido seminal, explicando se faz engravidar ou não?

Líquido seminal engravida?

A resposta ideal seria afirmar que não tem como engravidar com o líquido seminal, porque ele não contém espermatozoides. Muitos imaginam que os espermatozoides só são liberados dos testículos no momento exato do orgasmo, mas desde já vamos frisar que isso não é verdade!

É importante compreender que é muito comum que durante a relação sexual, o homem acabe liberando vários jatos pequenos de líquido seminal com espermatozoides, e isso acontece antes da ejaculação, por isso nem sempre ele percebe.

Outro fator de risco é que podem existir espermatozoides na uretra, ou seja, eles vão ser empurrados pelo líquido seminal. Se não houver uso do preservativo, os espermatozoides certamente irão chegar ao canal vaginal da mulher, podendo resultar em uma gravidez.

Líquido seminal transmite doença?

Outra dúvida muito comum é se existe o risco de transmissão de doenças sexualmente transmissíveis pelo líquido seminal. A resposta é sim, o risco é altíssimo! Entenda que qualquer fluido produzido pelo corpo humano, pode ser uma potencial porta de entrada dos vírus.

Então, se houver troca de fluido contaminado, você pode transmitir ou pegar inúmeras doenças sexualmente transmissíveis! Dentre as principais, podemos citar a AIDS, Gonorreia ou Clamídia.

Por isso sempre alertamos que o uso de preservativo não é apenas para evitar gravidez. Na verdade este é considerado o menor dos problemas! Seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde, se você mantém relações sexuais com mais de um parceiro ou não sabe o histórico de doenças do parceiro, é indispensável usar sempre preservativo.

Volume de líquido seminal

É muito natural que o volume do líquido seminal que é liberado mude bastante de pessoa para a pessoa. Quanto mais relações sexuais repetitivas, menor será o volume desse fluido, justamente porque as glândulas não vão ter tempo suficiente para produzir a mesma quantidade.

Porém, existem vários fatores que podem contribuir para a diminuição do volume, e um deles é a desidratação corporal. Então, este é mais um motivo para manter o seu corpo muito bem hidratado, bebendo água na hora certa!

Liberação do líquido seminal

O líquido seminal também é chamado de líquido pré-ejaculação, porque este é o momento mais comum de ser liberado e notado! Porém, como falamos ao longo do artigo, o líquido seminal também pode ser liberado em vários momentos durante a relação sexual.

Quanto mais intenso for o aumento da pressão na próstata, mais vezes ocorrerá a sua contração e consequentemente, mais líquido seminal será liberado. Também existem casos em que os homens só liberam o líquido seminal no momento do orgasmo, sendo algo completamente normal também.

Líquido seminal é igual líquido da próstata?

Apesar de muita gente achar que sim, estes dois líquidos não são a mesma coisa! Então, vamos começar a mudar este pensamento explicando que o líquido prostático faz parte do líquido seminal, simplesmente porque o fluido seminal é composto pela mistura dos líquidos da próstata e das glândulas seminais.

Podemos afirmar que através do líquido seminal é possível sim cuidar um pouco da saúde da próstata. Se o líquido seminal sair alterado com a presença de sangue, por exemplo, isso é pode ser um forte indicador de existe algum problema na próstata.

Quer aprender mais sobre o líquido seminal? Assista este vídeo abaixo que tem dicas importantes!

Com isso encerramos mais um artigo e queremos pedir para nos ajudar na divulgação! Compartilhe essa publicação nas suas redes sociais, e vamos deixar cada vez mais pessoas informadas sobre o tema.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)