Você sabe o que é insônia? Quais são os sintomas da insônia? O que causa a insônia crônica? Quais são os tratamentos para a insônia? Desenvolver insônia na adolescência é perigoso? Neste artigo vamos responder todas estas dúvidas sobre a insônia e explicar tudo que envolve este distúrbio do sono!

Insônia: O que é?

Ela é caraterizada como um distúrbio que afeta e prejudica a capacidade que uma pessoa tem em adormecer, em alguns casos, a pessoa consegue dormir, mas acaba acordando com facilidade e não consegue dormir por um longo período. As pessoas que tem insônia estão constantemente cansadas, apresentam alteração no estado de humor e sofrem com falta de motivação e concentração, prejudicando bastante o desempenho no trabalho e/ou nos estudos.

Desta forma, podemos afirmar que a qualidade de sono de uma pessoa com insônia é extremamente inferior à de uma pessoa que consegue dormir naturalmente. Este problema é muito comum entre os adultos, mas é cada vez mais recorrente entre os adolescentes. Em muitos casos, a insônia pode se desenvolver em razão de algum distúrbio secundário, iremos falar disso na sequência do artigo.

Insônia, sintomas e tratamento!

Entenda o que pode estar causando a sua insônia. Veja quais atitudes mudar para prevenir e tratar a insônia!

Insônia: Quais as causas?

São várias situações e problemas que podem levar a pessoa a desenvolver a insônia! Grande parte destes causadores são situações psicológicas decorrentes de algum momento complicado no trabalho, estudos, vida amorosa, família e etc. Veja quais são os causadores de insônia a seguir:

Estresse – Os principais causadores são os fatores estressantes relacionados ao trabalho, estudo, saúde e/ou relacionamento familiares e amorosos. Estas situações estressantes ativam a mente o tempo todo, inclusive durante a noite, dificultando o adormecer. Os problemas de saúde e falecimento de algum ente querido, problemas no relacionamento amoroso, desemprego, provas importantes são algumas das situações estressantes que podem causar insônia.

Ansiedade – Ela altera consideravelmente o fisiológico da pessoa e com isso, o funcionamento ideal do organismo também é afetado. Insônia e diarreia são problemas comuns em pessoas com transtornos graves de ansiedade. Acredite, a pessoa pode ter dificuldade em dormir, apenas por estar ansiosa em querer pegar no sono logo.

Depressão – Esta grave doença também prejudica demais o sono da pessoa. Em alguns casos, ela dorme muito mais do que o normal, em outros as pessoas têm extrema dificuldade para dormir. Infelizmente a insônia é um problema muito comum em pessoas com depressão.

Condições médicas – Fatores patológicos também podem causar insônia. Dor crônica, dificuldade para respirar, artrite, câncer, insuficiência cardíaca, doença pulmonar, doença do refluxo gastroesofágico, distúrbios da tireoide, acidente vascular cerebral, Parkinson ou Alzheimer.

Maus hábitos – Uma pessoa que não planeja bem o seu sono, certamente pode sofrer com insônia! Mas o que seria esse planejamento? As pessoas que dormem e acordam sempre em horários diferentes todos os dias, realizam exercícios físicos próximo do horário de deitar, escolhem ambientes inapropriados e desconfortáveis, fazem parte do grupo que tem grande chance de sofrer com problemas de insônia.

Medicamentos – Diversos remédios podem alterar a sua capacidade de dormir ou de permanecer dormindo. Estes efeitos colaterais são comuns em alguns antialérgicos, estimulantes, antidepressivos, corticosteroides e medicamentos para controle da pressão. Portanto, leia atentamente a bula e consulte seu médico sobre este aspecto.

Vícios – O uso de drogas ilícitas e o consumo excessivo de álcool são extremamente prejudiciais para o bom funcionamento do organismo de qualquer pessoa. Mas além destes vícios, temos que citar a cafeína e a nicotina que também interferem negativamente na qualidade do sono.

Comer muito – Diversas pessoas cometem este erro! Ingerir uma grande quantidade de alimento perto da hora de dormir faz com que a pessoa se sinta fisicamente desconfortável, uma vez que o organismo estará fazendo a digestão no momento em que era para estar descansando.

Insônia: Fatores de risco!

Qualquer pessoa pode sofrer com insônia, mas algumas estão mais propensas a desenvolver este problema, são elas:

  • Sexo feminino – Principalmente durante as diversas mudanças hormonais que ocorrem no ciclo menstrual, menopausa e gravidez.
  • Idosos – Pessoas com idade acima de 60 anos, principalmente pelas alterações naturais nos padrões de sono e pelos problemas de saúde.
  • Distúrbio de saúde mental – Neste grupo está a depressão, ansiedade, transtorno de humor e transtorno de estresse.
  • Trabalhos noturnos – As pessoas que trabalham ou viajam à noite, ou situações de trocas de fuso horário.

Insônia: Quais os sintomas?

Os sintomas principais de insônia são facilmente detectados, mas alguns secundários podem indicar que este problema esteja acontecendo e talvez você ainda não saiba que está com insônia, confira abaixo:

  • Dificuldade para dormir
  • Acordar com facilidade durante a noite
  • Acordar muito cedo, mesmo dormindo tarde
  • Sensação de cansaço após uma noite de sono
  • Sonolência constante durante o dia
  • Irritabilidade
  • Depressão
  • Ansiedade
  • Dificuldade de concentração
  • Dor de cabeça frequente
  • Distúrbios gastrointestinais

Insônia: O que fazer?

A melhor forma de combater a insônia é buscando a ajuda médica! Portanto, se você está sentindo um ou mais destes sintomas de insônia e já percebeu que estão afetando a sua produtividade e qualidade de vida, é fundamental buscar uma ajuda especializada.

Para confirmar o diagnóstico de Insônia, o médico precisa realizar várias perguntas, em alguns casos ele pode exigir um exame físico para buscar sinais de outros problemas que possam estar causando a insônia. Em grande parte dos casos, um exame de sangue é pedido para avaliar possíveis problemas de saúde ou outras condições patológicas que possam estar causando este problema.

Insônia: Qual o tratamento?

Uma simples mudança nos hábitos ao dormir, uso de medicamentos, tratamento de doenças ou problemas que podem causar a insônia, são algumas das formas de tratar este distúrbio do sono, mas o tratamento dependerá do diagnóstico do seu problema, sendo assim, jamais use o tratamento de outra pessoa. Somente o médico especializado poderá avaliar precisamente o seu caso e com isso, recomendar o tratamento que realmente irá solucionar estes problema.

Remédio para insônia

A automedicação é muito perigosa e sempre alertamos aqui em nosso site, sobre os riscos de tomar remédio por conta própria! Os medicamentos para o tratamento de insônia só podem ser indicados pelos médicos, e apesar de ter vários medicamentos para este problema, ele só poderá dizer qual o medicamento mais indicado, a dosagem correta e a duração do tratamento, depois de realizar uma avaliação completa e detalhada do seu caso.

Insônia: Como prevenir?

As pessoas fisicamente ativas tem uma qualidade do sono melhor, uma vez que ao se exercitar, elas estimulam um melhor funcionamento de todos os sistemas do seu organismo. Portanto, exercite-se regularmente, mas antes de iniciar qualquer atividade física, faça um exame físico para obter a liberação médica para se exercitar.

Regular o seu relógio biológico também é muito importante para promover um sono de qualidade. Na medida do possível, defina um horário para dormir e acordar, pensando nas 8 horas mínimas recomendadas pelos especialistas. Mantenha bons hábitos de sono! Acredite, esta é a principal forma se evitar a insônia.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

6 comentários para “Insônia, Causas, Sintomas e tratamento!”

  1. Fernanda

    Este tema é de suma importância! Muitas pessoas tem sofrido com insônia e na maioria das vezes falta uma informação correta sobre o que é a insônia e como trata-la. Parabéns pelo artigo, Bruno!

    Responder
    • Bruno

      Obrigado pelo elogio, fico feliz que as informações passadas sejam importantes e que realmente ajude as pessoas! Volte sempre ao Buscar Saúde…

      Responder
  2. Nathaly

    Excelente artigo meu amigo… Tenho é agora sei o que causa…só falta fazer um tratamento… Parabéns. Sempre ajudando o próximo.

    Responder
    • Bruno

      Fico feliz de ter passado informações importantes, espero que em breve este problema com o sono tenha ficado no passado!

      Responder
  3. Thais

    Muito bom seu artigo maninho, também sofro com este problema de insônia, valeu muito a pena ler sobre este “probleminha” que muitas pessoas tem e muitas vezes nem sabem… Parabéns!

    Responder
    • Bruno

      Agora é mudar os hábitos para acabar de vez com este “probleminha”… Obrigado pela leitura! :)

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)