Diversos benefícios são apresentados em todas as propagandas de energéticos e o consumo tem crescido absurdamente. No artigo de hoje, vamos falar do lado negativo desta bebida!

Efeitos colaterais relacionados à cafeína

Como foi dito, os produtos energéticos apresentam doses bem grandes de cafeína, sendo que muitos deles contém até 3 vezes mais do que uma xícara de café, isso sem falar das demais substâncias estimulantes.

O consumo excessivo de cafeína interfere diretamente no sistema nervoso central, podendo causar desidratação acelerada e perda de nutrientes que são solúveis em água. Vários destes nutrientes são responsáveis por oferecer um efeito calmante ao sistema nervoso.

De acordo com K. Steven Whitining da Phonenix Nutritional, estas condições apresentadas são responsáveis por causar agitação, problemas de sono e se o consumo persistir por um longo período, a pessoa tende a desenvolver ansiedade crônica.

Quais os efeitos colaterais dos energéticos?

Quais os riscos de beber muito energético?

Você sabe quais os riscos de beber energético? Depois de vários casos de mortes relacionadas ao consumo de energético, os EUA começaram a alertar sobre o uso excessivo deste tipo de bebida. Os energéticos possuem grande quantidade de cafeína, açúcar e outros ingredientes que podem causar diversos efeitos colaterais como por exemplo:

  • Insônia
  • Aceleração dos batimentos cardíacos
  • Irregularidade dos batimentos cardíacos
  • Irritabilidade
  • Estresse
  • Agitação

Efeitos colaterais dos ingredientes energéticos

Como foi citado, a cafeína não é a única vilã! Diversos energéticos contam com guaraná, açaí, creatina, inositol, taurina, ginseng, arnitine, ginkgo biloba e outros estimulantes. Seu consumo em excesso também pode provocar muitos problemas para a saúde.

Efeitos colaterais do açúcar

Outro aspecto bem negativo está na grande quantidade de açúcar existente nos energéticos. Problemas graves de saúde podem estar relacionados a este consumo excessivo, principalmente para crianças. Um dos problemas mais comuns atualmente é a diabetes.

Mesmo para as pessoas saudáveis, a ingestão elevada de doses de açúcar é ruim, podendo causar um pico de glicemia, resultando em uma exaustão imediata. Existem alguns energéticos sem açúcar que contêm adoçantes artificiais.

Efeitos colaterais do consumo infantil

Como a grande mídia tem um poder de manipulação muito grande, o uso de celebridades nos comerciais acaba causando uma grande adesão entre os adolescentes e isso é muito perigoso.

Como esta bebida age diretamente no funcionamento do sistema nervoso central, ela pode causar alterações negativas, visto que no caso dos jovens, o mesmo ainda não está completamente desenvolvido.

Neste caso, o mais indicado que é que os pais conversem com o médico de confiança e discuta qual é a quantidade aceitável e segura de cafeína que seu filho pode consumir. É importante compreender quis os riscos do consumo dos energéticos nesta idade.

Efeitos colaterais da mistura com bebida alcoólica

Quando as pessoas misturam o energético com o álcool, as chances de causar ainda mais efeitos colaterais é muito grande. A combinação de cafeína e álcool é altamente perigosa, visto que a cafeína acelera a absorção do álcool pelo organismo, aumentando os riscos de intoxicação.

Quais os malefícios do consumo excessivo de energético?

Além dos riscos e consequências já apresentados ao longo deste artigo, trouxemos outros 5 motivos para você reduzir o consumo de energéticos, são eles:

  • Contrações musculares: A descarga de adrenalina e noradrenalina no organismo, pode provocar contrações involuntárias nos músculos.
  • Fasciculação: O consumo excessivo de energéticos também pode elevar os níveis de hormônios estimulantes que circulam pelo sangue, fazendo com que as pálpebras comecem a tremer.
  • Infarto e/ou AVC: As substâncias que estão relacionadas com a excitação também podem causar endurecimento das artérias podendo causar problemas no coração ou no cérebro.
  • Erosão dentária: O baixo pH das bebidas energéticas causam um desequilíbrio bucal, fazendo com que o cálcio sai dos dentes deixando-os extremamente frágeis
  • Gastrite: Os hormônios liberados pelo alto consumo de cafeína aumenta a produção de ácidos no estômago, favorecendo o desenvolvimento de uma gastrite.

Considerações finais

Em momento algum queremos dizer que as bebidas energéticas não oferecem benefícios! Realmente elas podem ajudar na motivação e causam sim uma excitação, mas para isso, o consumo deve ocorrer nas quantidades corretas e para determinar esta quantidade, você precisa consultar um médico e um nutricionista.

A melhor maneira de uma pessoa se manter bem disposta e com energia para encarar o dia de trabalho, as tarefas doméstica e ainda sobrar animação para os momentos de lazer, é cuidar da sua saúde.

Portanto, é indispensável que você cuide muito bem da sua alimentação, a ingestão correta de alimentos, tanto na qualidade quanto na quantidade é um dos primeiros passos importantes.

Juntamente com a alimentação vem as atividades físicas! É praticamente impossível que uma pessoa tenha boa disposição sendo inativa, ou seja, busque imediatamente uma modalidade que te chame atenção e comece a se exercitar regularmente.

Para finalizar, vem o terceiro passo e um dos mais importantes! Certamente você já viu alguma reportagem ou alguém falando que precisamos de pelo menos 8 horas de sono por noite, pois é! Isso é muito importante e está diretamente relacionado com a sua disposição e estado de humor no dia seguinte.

Agora que você tem todas as informações necessárias, dose a quantidade de energético consumido, evite excessos e faças a mudanças de rotina visando uma qualidade de vida melhor. Lembre-se bem, a prevenção é sempre o melhor remédio!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)