As queixas de dores nas costas são bem comuns entre as pessoas e isso faz com que a busca por tratamentos e soluções seja cada vez maior. As pessoas precisam tomar muito cuidado quando buscam estas alternativas para o seu problema, visto que diversas informações passadas não são verdadeiras, mas porque isso acontece?

Uma das resposta é justamente o interesse pessoal que quase sempre está relacionado com o capitalismo. Várias dicas que você encontra por ai, tem o objetivo de indicar e levar à compra de algum produto milagroso, que em 99% dos casos não passa de uma falsa promessa.

Dor crônica nas costas: O que fazer?

Este problema é mais frequente entre as pessoas mais velhas, mas pode afetar indivíduos de qualquer faixa etária. Portanto, se você não cuida corretamente da saúde da sua coluna, as chances de você desenvolver algum grave problema é muito grande. Sendo assim, se você quer diminuir as chances de sofrer com este problema, é indispensável manter uma postura correta, evitar sobrecargas desnecessárias, realizar treinos de fortalecimento e equilíbrio postural.

Pensando na quantidade de pessoas que pesquisam sobre esse assunto e principalmente no número de informações errôneas que são encontradas, trouxemos este artigo que visa apresentar os maiores mitos e verdades que envolve as dores crônicas na coluna.

Como agir quando sentir dor nas costas?

As dores crônicas nas costas afetam muitas pessoas, mas nem todas sabem quais são as causas e como prevenir.

Quem é magro não sente dor nas costas!

Essa afirmação é incorreta! O certo é dizer que as pessoas que conseguem manter o peso ideal, ou seja, aquele proporcional à sua altura, tem mais chances de prevenir as dores nas costas. Errado seria afirmar que as pessoas magras jamais irão sofrer com dores nas costas. É importante compreender que fatores genéticos, má postura ao sentar ou pegar peso, são apenas algumas das situações que podem resultar em dores crônicas nas costas.

Para prevenir as dores na lombar basta manter a coluna ereta!

Infelizmente não é bem assim! Mesmo se a pessoa se sentar com a coluna bem ereta, as dores podem surgir e talvez você não saiba, mas o momento em que a coluna sofre mais pressão é justamente quando estamos sentados. Quando estamos em pé, os membros inferiores ajudam a sustentar o peso corporal. Sendo assim, a melhor forma de evitar as dores e os danos causados pelos longos períodos sentado, é se levantar e realizar pequenos movimentos para alongar a região lombar.

A dor indica uma lesão!

Quando uma pessoa sofre uma lesão, uma das consequências naturais é sentir dor, mas isso não quer dizer que toda dor nas costas seja indicação de alguma lesão. Mas para descobrir se há ou não algum problema, é muito importante estar atento à duração e intensidade das dores, além de buscar uma consulta médica logo no início dos incômodos. Desta forma, você pode descobrir e tratar corretamente, grave problemas como por exemplo, hérnia de disco ou infecções.

Nunca pegue muito peso!

Neste caso, a maior parte do erro está na forma como o peso é erguido e não na quantidade do mesmo. Grande parte das pessoas não sabe quanto peso pode levantar e isso é um dos principais causadores de lesões na coluna. Para definir o peso máximo que você pode erguer é muito simples, se você precisa mudar a postura ideal para pegar algum peso, é sinal que você está levantando algum objetivo com peso bem acima da sua capacidade. Para quem ainda não sabe, a forma ideal e segura de levantar um objeto pesado é agachando bem próximo dele e utilizando a força dos músculos das pernas e braços para levantá-lo. Nunca flexione a coluna para pegar um peso.

Pessoa acima do peso sofre com dores nas costas!

Esta é a primeira afirmação verdadeira e se você observar bem, é uma questão bem lógica! Quanto maior for o peso corporal, maior será a pressão que as costas precisam sustentar, e se o indivíduo não tiver um ótimo fortalecimento muscular desta região, ele dificilmente conseguirá manter a postura ideal, aumentando as chances de desenvolver fortes dores e problemas mais graves.

O colchão duro é o melhor!

Se você não se importa com o colchão que dorme, você está deixando de lado um ponto importantíssimo para a saúde da coluna. O colchão tem papel importante na prevenção ou contribuição para o desenvolvimento das dores na coluna! Vários estudos apontam que as pessoas que dormem em colchões de rigidez média, apresentam menos queixas de dores nas costas quando comparadas as pessoas que dormem em colchões muito duros. É muito importante escolher o colchão sempre observando a relação com o seu peso.

Atividade física faz mal pra a coluna!

Essa afirmação pode ser verdadeira, mas isso só vai acontecer se ela for realizada incorretamente. Quando a pessoa pratica atividade física regularmente, respeitando as formas corretas de execução e o limite de carga e intensidade, ela só tem benefícios a receber como por exemplo, o fortalecimento ósseo e muscular. Como já foi dito anteriormente, uma das possíveis causas das dores nas costas é o desequilíbrio postural e isso pode ser facilmente corrigido se a pessoa equilibrar a atuação dos músculos. Neste caso, a fisioterapia utiliza diversas atividades físicas específicas para promover o alívio destas dores e isso deixa bem claro como os exercícios de fortalecimento são importantes.

Considerações Finais

É importante compreender que a coluna é uma das regiões mais sensíveis e importantes para o nosso corpo. Portanto, é indispensável buscar um especialista quando sentir o menor sinal de incomodo. Acredite, por mais simples que a dor possa se apresentar, ela pode ser um sinal de algo extremamente grave e quanto mais cedo for diagnosticado o problema, maiores são as formas de promover um tratamento adequado e eficaz. Para finalizar, jamais pratique atividades físicas sem orientação de profissional de Educação Física!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)