Todos os praticantes de atividade física querem se afastar ao máximo das lesões, mas algumas são praticamente inevitáveis! Uma delas é a entorse, mais conhecido como torção! A torção de joelho acontece bastante, mas a torção de tornozelo é sem dúvidas a lesão articular mais comum de todas, principalmente em pessoas que praticam esportes com saltos. Daí surge aquela pergunta, como tratar a torção de tornozelo? O que fazer para diminuir a dor quando torcer o pé? Neste artigo vamos falar melhor sobre a entorse no tornozelo e como tratá-la corretamente.

O que é torção de tornozelo?

A entorse de tornozelo é uma ocorrência traumática articular que ocorre quando há um movimento exagerado da articulação, geralmente causando distensão dos ligamentos e em alguns casos podendo levar à ruptura dos mesmos. Esta lesão é bem comum entre aqueles que praticam esportes, mas pode acontecer com qualquer pessoa no dia a dia. Um bom exemplo disso, são as mulheres que usam salto alto, mesmo com todo o costume, é muito comum que elas sofram torções nessas condições.

O que é torção de tornozelo?

Como tratar corretamente o pé torcido? Entenda a gravidade da torção de tornozelo!

Torção de tornozelo: Como prevenir?

A primeira ação preventiva é evitar superfícies irregulares, principalmente ao se exercitar. Buracos, ondulações, piso molhado, mudanças bruscas de direção e arranques em alta velocidade, são os principais pontos a serem observados. Os treinamentos de fortalecimento articular e muscular também são fundamentais, cabendo a pessoa trabalhar atentamente os músculos estabilizadores dos tornozelos.

Torção de tornozelo: Quais os sintomas?

Quando uma pessoa torce o pé, ela causa um movimento articular inesperado e vigoroso, geralmente acompanhado de vários sintomas como:

  • Dor intensa
  • Edema
  • Hematoma
  • Incapacidade funcional

Estes são os sinais e sintomas que mostram que houve um dano tecidual, que foi provocado pelo estresse deste movimento além do limite suportado pela articulação. Em qualquer entorse, os ligamentos envolvidos podem sofrer estiramento ou ruptura, sendo que eles podem se romper parcialmente ou totalmente. A recuperação depende da intensidade da lesão! A entorse é classificada em graus e o seu tratamento varia de acordo com cada classificação.

  • As lesões leves – grau I
  • As lesões moderadas – grau II
  • As lesões graves – grau III

No caso de entorse leve e caso haja um tratamento adequado, a recuperação total se dá em aproximadamente 15 dias. Já nos casos moderados, pode durar várias semanas e nos casos mais graves, o tratamento pode se estender por meses.

Torção de tornozelo: O que fazer?

A primeira ação depois de torcer o pé é repouso absoluto, ou seja, interromper imediatamente a atividade que esteja realizando, principalmente se estiver praticando exercício físico. Inicie um tratamento com gelo imediatamente após a torção, quanto antes iniciar a aplicação de compressa fria, menor será o processo inflamatório e com isso, a recuperação poderá ser mais eficiente.

A aplicação de gelo deve ser de 20 minutos a cada 2 horas! Deixar o gelo por um tempo superior não surtirá efeito e caso aplique por menos de 15 minutos, o efeito do tratamento será bem minimizado. A aplicação de compressa fria também ajudará a reduzir a intensidade das dores, visto que haverá uma circulação sanguínea menor naquela região afetada.

Além do gelo e do repouso já citados, os especialista indicam compressão e elevação do pé torcido. Portanto, sempre que possível, mantenha seu pé enrolado com uma faixa e sobre um travesseiro ou almofada, principalmente nas primeiras 24 horas. Manter o pé torcido elevado ajuda também irá favorecer a redução do inchaço

Indiferente da intensidades da torção, é indicado que busque imediatamente um médico para realizar uma avaliação completa, principalmente se o inchaço e a dor não diminuírem. Isso pode significar que há uma lesão mais grave, quase sempre ligamentar.

Torção de tornozelo: Erros graves!

A pessoa só deve retomar os movimentos naturais e principalmente voltar ao esporte, quando tiver total certeza de que a região afetada esteja completamente curada daquele trauma articular. Para isso, siga as recomendações médicas! Infelizmente a maioria das pessoas não dão a devida atenção quando torcem o pé, mas negligenciar uma entorse de tornozelo, por mais leve que pareça, pode trazer limitações à articulação, deixando-a instável para o resto da vida.

Quando a pessoa aplica corretamente a compressa fria nos 2 primeiros dias, as chances das dores diminuírem consideravelmente são enormes, mas o grande problema acontece justamente quando as dores diminuem! Grande parte das pessoas acredita que ao passar as dores, a lesão está totalmente curada e na maioria das vezes é totalmente o inverso.

Como foi dito, a torção pode ser classificada como leve, moderada e grave e o tratamento varia em cada caso. Se você aplicar o tratamento por contra própria, você pode tratar um lesão grave como moderada e com isso, a recuperação não será completa e você certamente sofrerá futuramente com as consequências. O processo de recuperação parte desde:

  • Raio-X do pé torcido
  • Imobilização do pé torcido
  • Uso de analgésico ou anti-inflamatório
  • Fisioterapia

Torção de tornozelo: Recuperação final!

Antes de retomar os movimentos normais e principalmente voltar à pratica regular de atividade física, é indicado focar bem nos exercícios de fortalecimento articular e muscular. Como você ficou um tempo totalmente em repouso, esta região ficou enfraquecida e se não for devidamente fortalecida, as chances de uma nova lesão é muito alta.

Busque o médico para realizar a avaliação correta e só use remédios se o mesmo indicar. Respeite o período de recuperação informado e faça corretamente a fisioterapia se assim for necessário! Seguindo estes passos, você conseguirá uma recuperação total e principalmente, sem riscos de agravar o problema.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)