O que é bicho de pé? Como pegamos bicho de pé? Como tirar bicho de pé? Em algumas regiões o bicho de pé é chamado de bicho de porco, bicho de areia, bicho de cachorro, pulga de areia, jatecuba ou matacanha. Isso vai depender da região.

Neste artigo vamos falar tudo sobre este problema que quase todo mundo já enfrentou, e se ainda não pegou um bicho de pé, possivelmente ainda vai pegar.

Bicho de pé: O que é?

Para quem não conhece, o bicho de pé é um parasita bem pequeno que entra na pele, em grande parte dos casos nos pés, justamente por isso recebe este nome! Mas saiba que ele também pode entrar em outras partes do corpo.

O bicho de pé nada mais é do que uma pequena pulga que recebe o nome de Tunga penetrans. Ela consegue se infiltrar e viver por várias semanas na pele, causando uma lesão e inflamação que vai piorando ao longo do tempo, causando bastante coceira, dor e vermelhidão.

O que é bicho de pé?

Como tirar bicho de pé sem riscos?

Bicho de pé: Sintomas

Como falamos, o bicho de pé causa uma infecção que geralmente ocorre na sola dos pés, ao redor das unhas e também entre os entre os dedos. Logo nos primeiros minutos após penetrar na pele, os primeiros sintomas já começam a aparecer e ao longo dos próximos dias os demais sintomas surgem, são eles:

  • Mancha vermelha
  • Dor leve
  • Erupção na pele
  • Coceira
  • Desconforto
  • Presença de secreção
  • Inflamação

Depois de aproximadamente 3 semanas praticamente todos os ovos já foram expelidos e a tendência é que o parasita saia espontaneamente ou morra, sendo eliminado posteriormente pelo sistema imunológico.

Como pegamos bicho de pé?

Podemos dizer que são nos locais onde estão os ovos e os parasitas! A pessoa tem mais chance de pegar bicho de pé se andar descalço em solos com areia e pouca luminosidade como por exemplo, jardins, quintais, estrada de chão, chiqueiros ou esterco. Um detalhe curioso é que a pulga também pode estar no pelo dos cães e ratos, e como ela mede cerca de 1mm é muito difícil de vê-la.

Como tirar bicho de pé?

A melhor maneira de tratar esta infecção é removendo este parasita da pele, sendo que o mais recomendado é buscar um posto de saúde, pois lá serão tomados todos os cuidados e o procedimento vai ser realizado com equipamentos totalmente esterilizado.

O parasita precisa ser removido completamente, assim como seus ovos porque caso contrário, a pessoa pode sofrer com graves complicações causadas por infecções bacterianas. Dentre as principais complicações podemos citar a perda da unha, a formação de úlceras e também grandes deformidades nos dedos.

Em alguns casos o médico pode indicar o uso de pomadas à base de cânfora, vaselina ou até com o mesmo princípio ativo dos vermífugos. Também pode haver a indicação de antibióticos quando existe uma infecção bacteriana.

Caso a vacinação contra tétano não esteja em dia, o médico vai orientar que o paciente tome esta vacina, visto que a perfuração causada pelo bicho de pé pode ser uma porta aberta para várias bactérias que causam esta doença.

Bicho de pé: Prevenção

A melhor maneira de se proteger do bicho de pé é evitando andar descalço nos locais citados como próprio para a reprodução da pulga. Sempre leve os seus animais domésticos ao veterinário para avaliar qualquer infecção, além é claro de manter a vacinação deles em dia.

Seguindo corretamente estas orientações, você certamente vai conseguir se prevenir e tratar corretamente o bicho de pé. Apesar de ser um problema sem grandes complicações na maioria dos casos, é melhor não arriscar e tomar todos os procedimentos corretos para afastar qualquer risco desnecessário.

Você já teve bicho de pé? Como foi o procedimento para retirar? Conhecia as dicas que passamos aqui neste artigo? Deixe o seu comentário com seu relato e dúvida sobre o tema.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)