Tendão de Aquiles, como identificar tendão rompido?

Escrito na categoria "Hábitos saudáveis" por Bruno Almeida.

Como tratar problemas no tendão? O Buscar Saúde trouxe um artigo completo para falar do tendão de Aquiles rompido. Você vai saber o que é tendão, quais as causas de rompimento de tendão, vai aprender se o tendão se regenera e muito mais!

O que é tendão?

O tendão é uma estrutura alongada e cilíndrica, que é formado pelo tecido conjuntivo denso modelado. Os tendões são responsáveis por ligar as extremidades dos músculos estriados aos ossos.

O tendão é um tecido rico em fibras colágenas, e por isso possui a coloração branca. Sem os tendões, basicamente seria impossível realizar os movimentos do corpo humano, pois são eles que oferecem a resistência à tração.

Tendão de Aquiles

Como falamos no início do artigo, vamos focar no tendão de Aquiles! Caso você não saiba, o tendão de Aquiles que também é chamado por tendão calcâneo, mede aproximadamente 15 centímetros, e liga os músculos da panturrilha na parte inferior do calcanhar.

Ruptura do tendão

Estudos apontam que este rompimento do tendão de Aquiles é um problema muito comum entre os homens com idade de 20 a 40 anos de idade, principalmente entre os praticantes de exercício físico.

As modalidades que exigem movimentos intensos e de grande explosão, são as que mais favorecem este tipo de lesão no tendão, por exemplo:

Se você observar atentamente, vai notar que todas as modalidades citadas exigem movimentos de salto.

Sinais de rompimento do tendão

Tendão de Aquiles rompido, quais as causas?

Tipos de rompimento do tendão

A ruptura do tendão de Aquiles pode ser total ou parcial, e isso influencia diretamente no tipo de tratamento e no período de recuperação.

Ruptura parcial

Neste caso não é necessário um procedimento cirúrgico! Portanto, o tratamento acontece com sessões de fisioterapia e interrupção dos exercícios físicos, até que o tensão se regenere. A recuperação total varia de pessoa para pessoa, mas geralmente ocorre em poucas semanas!

Ruptura total

Neste caso é indispensável realizar o processo cirúrgico, além de um longo período de imobilização e recuperação com diversas sessões de fisioterapia. A recuperação total também varia de pessoa para pessoa, podendo ser de 6 a 12 meses!

Sinais de tendão rompido

Esta lesão é facilmente percebida logo após acontecer, justamente por causa da importância do tendão na eficiência do movimento. Os principais sinais do rompimento do tendão calcâneo são:

A avaliação é relativamente simples! Deitado de barriga para baixo e com um joelho flexionado, basta pressionar o gastrocnemio, que é o músculo mais conhecido como “batata da perna”. Se o tendão estiver intacto, o pé deverá se movimentar, mas se o tendão estiver rompido, não haverá nenhum movimento.

É importante realizar a avaliação em ambas as pernas, justamente para comparar os resultados. Em muitos casos há movimento, mas mesmo assim pode ter uma ruptura parcial, ou seja, é importante realizar um exame de imagem.

Apenas os médicos e/ou fisioterapeutas são capacitados para realizar o diagnóstico da possível ruptura do tendão de Aquiles. Além disso, eles serão os responsáveis por avaliar a gravidade do problema e indicar o melhor tratamento.

Rompimento do tendão de Aquiles: Causas

Dentre as principais causas do rompimento do tendão de Aquiles, podemos citar:

Não pense que este problema afeta apenas esportistas! Quando as pessoas que não são fisicamente ativas realizam um movimento de alta intensidade repentinamente, essa ação certamente será mais perigosa para ela do que para um esportista.

É fácil citar dois exemplos de quando isso pode acontecer! Imagine que você vai perder o ônibus e precisa correr até o ponto, a ruptura do tendão de Aquiles pode acontecer justamente ao iniciar essa corrida.

Imagine outra situação em que você caminha distraído usando o celular de repente precisa pular um buraco, este salto repentino também pode causar a ruptura do tendão de Aquiles.

Se quiser aprender ainda mais sobre esse problema, vamos deixar um ótimo vídeo de sugestão. Vale a pena assistir para evitar problemas mais graves!

Obrigado pela leitura até aqui! Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, favor deixar nos comentários que iremos responder. Para nos ajudar, compartilhe este artigo nas suas redes sociais, e envie também nos grupos de WhatsApp.

Sobre o autor

Autor Bruno Almeida

Bruno Almeida é formado em Educação Física pela UFV - Universidade Federal de Viçosa. Foi aluno destaque do instituto e agora compartilha seus conhecimentos no site Buscar Saúde!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista. Procure sempre orientação médica presencial antes de consumir ou utilizar qualquer produto ou substância terapêutica.

Deixe um comentário