Qual a função do sistema esquelético?

Escrito na categoria "Corpo humano" por Bruno Almeida.

Você sabe quais são os ossos do pé, ossos da mão e ossos do crânio? Este artigo do Buscar Saúde vai te explicar o que é sistema esquelético, e também vai falar das principais funções do sistema esquelético, que é tão importante para o corpo humano!

O que é sistema esquelético?

Temos vários sistemas formando o corpo humano, e o esquelético é composto pelos ossos, cartilagens, ligamentos e tendões. Se em uma prova tiver a seguinte pergunta, cite duas funções do sistema esquelético, você saberia responder?

A função principal do sistema esquelético é a sustentação corporal, mas ele também é muito importante para a proteção dos órgãos internos, e a movimentação do corpo, atuando em conjunto com os músculos e as articulações.

A importância do sistema esquelético não para por aí! Na medula óssea temos a produção das células sanguíneas e nos ossos também temos o armazenamento de sais minerais como o cálcio por exemplo.

Estrutura dos Ossos

Ao contrário do que muitos imaginam, a estrutura óssea é composta por vários tipos de tecidos conjuntivo (ósseo, denso, adiposo, sanguíneo e cartilaginoso), além do tecido nervoso. Os ossos classificados como longos são formados por diversas camadas, veja em detalhes a seguir:

Periósteo

É uma membrana fina e fibrosa, ou seja, a parte mais externa que envolve o osso, menos nas regiões das articulações. Portanto, é no periósteo onde estão inseridos os músculos e os tendões.

Osso compacto

Ele é formado por cálcio, fósforo e fibras de colágeno que são fundamentais para oferecer resistência. Então, podemos dizer que essa é a parte mais rígida do osso, onde podemos encontrar pequenos canais por onde circulam os nervos e os vasos sanguíneos.

Osso esponjoso

Essa é a camada menos densa, sendo que em alguns ossos somente essa estrutura está presente, podendo conter ou não medula óssea.

Canal medular

Como o nome já sugere, é justamente a cavidade onde podemos encontrar a medula óssea, algo muito comum nos ossos longos.

Medula óssea

Podemos chamar de medula vermelha ou tecido sanguíneo, justamente por ter a capacidade de produzir as células sanguíneas. Porém, em alguns ossos ela pode deixar de existir, restando apenas a medula amarela que armazena gordura.

Divisão do esqueleto

O nosso incrível sistema esquelético conta com 206 ossos, que possuem formas e tamanhos extremamente variados! Cada osso tem uma função própria, e por isso o esqueleto humano é classificado em axial e apendicular. Bora lá aprender tudo sobre eles?

Esqueleto Axial

Os ossos que formam a parte do esqueleto axial estão basicamente na parte central do corpo, quando observamos o eixo vertical do corpo é claro. Os ossos que compõem o esqueleto axial são:

Para não ficar dúvida alguma, vamos falar com detalhes de cada grupo citado! Leia com bastante atenção para entender a importância de cada osso.

Cabeça

Como já era de se esperar, a função dos ossos da cabeça é a proteção do cérebro. Talvez você nem imagine, mas só na nossa cabeça já temos 22 ossos principais, sendo 14 ossos da face e 8 ossos do crânio. Para completar, ainda temos outros 6 ossos que fazem parte do ouvido interno.

Coluna Vertebral

A famosa coluna vertebral é formada por diversas vértebras, que estão ligadas entre si através das articulações, e é justamente por isso que a nossa coluna é tão flexível. Na coluna temos algumas curvaturas que são chamadas de cifose e lordose!

Essas curvaturas são cruciais para a manutenção do equilíbrio corporal, e também para o amortecimento dos impactos. Temos 24 vértebras independentes e outras 9 que estão fundidas que são subdivididas da seguinte forma:

Cervical, torácica e lombar

Conheça tudo sobre ossos da coluna vertebral

Tórax

Mais uma parte incrível desta “máquina” chamada corpo humano! Os ossos do tórax têm uma flexibilidade importante, ou seja, são ossos firmes que protegem os principais órgãos do nosso corpo, mas tem uma movimentação importante para não prejudicar a respiração!

Caso você não saiba, o tórax é formado por 12 pares de costelas que estão ligadas umas às outras através dos músculos intercostais. Na imagem abaixo você pode ver que as costelas estão ligadas às vértebras torácicas, mais precisamente na parte posterior.

Toráx, costelas e osso esterno

Como são classificadas as nossas costelas?

Na literatura você vai encontrar informações frisando que os 7 pares de costelas superiores são chamados de costelas verdadeiras, que são as que estão ligadas ao esterno. Os próximos 3 pares abaixo estão ligados entre si, sendo chamados de costelas falsas.

Para finalizar a parte das costelas temos os 2 últimos pares que não estão ligados a nenhum osso, sendo chamados de costelas flutuantes! E completando a parte do tórax temos o importante osso esterno, que é classificado como osso plano, se ligando às costelas através de cartilagem.

Hioide

Na última parte do esqueleto axial vamos falar sobre o osso hioide, que fica localizado no pescoço. Para quem nunca viu o hioide, a imagem abaixo mostra a ilustração deste osso que tem o formato de U, sendo um osso importantíssimo para apoiar os músculos da língua e do pescoço.

Ossos do corpo humano

Anatomia perfeita de um osso hioide

Esqueleto Apendicular

Os ossos que formam a parte do esqueleto apendicular correspondem aos ossos dos membros superiores e inferiores. Um detalhe importante é que esqueleto apendicular conta com ossos que são ligados ao esqueleto axial, e essa parte é conhecida como cintura escapular e pélvica.

Cintura Escapular

A cintura escapular é formada pelas escápulas e pelas clavículas. Para facilitar a visualização do que vamos explicar observe a imagem abaixo. Veja que a clavícula é um osso longo e estreito, onde uma parte se articula com o esterno e a outra parte se articula com escápula. Já que estamos falando dela, a escápula é um osso chato e com formato triangular, articulando-se com o úmero.

Ossos do corpo humano

Anatomia perfeita da Clavícula e da Escápula

Membros Superiores

Essa parte é bem fácil, pois estamos falando dos ossos dos braços e das mãos! Nesse grupo temos vários tipos de ossos, por exemplo, o úmero que é o osso mais longo do braço. Também temos o rádio e a ulna, que são ossos mais finos.

Nessa primeira parte citamos os ossos dos braços, e agora vamos detalhar os muitos ossos que formam as nossas mãos. Você consegue imaginar que temos 27 ossos na mão? São 8 carpos, 5 metacarpos e 14 falanges.

Quantos ossos tem no corpo humano?

Anatomia dos ossos do braço e da mão!

Cintura Pélvica

Nessa parte temos mais uma amostra de como o corpo humano é fascinante, porque a cintura pélvica das mulheres é diferente da dos homens! Para saber mais sobre essa parte, entenda que ela é composta pelos ossos do quadril, ossos ilíacos e estão firmemente ligados ao sacro.

Qual a função do sistema esquelético?

Desenho representando a cintura pélvica!

Lembra do sacro e do cóccix? Pois então, a união deles com os ossos ilíacos forma a pelve, que no caso das mulheres é muito mais larga, menos profunda e com a cavidade maior, justamente preparada para uma a abertura ideal na hora do parto!

Membros Inferiores

Essa é outra parte bem fácil, pois estamos falando dos ossos das pernas e dos pés! Este grupo de ossos é muito importante para a sustentação e movimentação do corpo. Confira na lista abaixo as características especificas de cada um:

Agora que acabou a parte dos ossos da perna, vamos para os ossos do pé. Você achou que 27 ossos na mão é uma quantidade muito grande? Os pés perdem apenas por um, ou seja, são 26 ossos, sendo 7 tarsos, 5 metatarsos e 14 falanges.

Quais os ossos dos membros inferiores?

Anatomia dos ossos da perna e ossos do pé!

Fraturas

Quando o osso é submetido à uma pressão bem maior do que a sua resistência, ocorre o que chamamos de fraturas. Não vamos aprofundar na classificação delas, pois tem um artigo completo aqui no Buscar Saúde sobre os tipos de fraturas, indicamos também essa leitura complementar!

O sistema esquelético é tão fascinante que ele consegue reparar a região afetada, desde que haja uma intensa vascularização, que favorece a proliferação de células precursoras das células ósseas.

É importante frisar que o osso não fica perfeitinho como era, o que temos é a formação de uma espécie de calo ósseo. Porém, se houver um tratamento adequado pós lesão, esse calo pode evoluir para osso esponjoso, e depois para osso compacto, voltando quase que 100% ao tecido de como era antes.

Que artigo fantástico não é mesmo? Que tal nos ajudar com a divulgação enviando essas informações nos seus grupos das redes sociais. Convide amigos e parentes para conhecer o nosso trabalho, aproveite também para continuar aprendendo outras postagens do Buscar Saúde.

Sobre o autor

Autor Bruno Almeida

Bruno Almeida é formado em Educação Física pela UFV - Universidade Federal de Viçosa. Foi aluno destaque do instituto e agora compartilha seus conhecimentos no site Buscar Saúde!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista. Procure sempre orientação médica presencial antes de consumir ou utilizar qualquer produto ou substância terapêutica.

Deixe um comentário