Óleo de girassol, benefícios para a pele e cabelo!

Escrito na categoria "Hábitos saudáveis" por Bruno Almeida.

Já ouviu falar dos “efeitos milagrosos” do óleo de girassol? Pesquisando sobre o tema encontramos diversas dúvidas sobre óleo de girassol para pele, óleo de girassol cicatrizante, óleo de girassol para cabelo, óleo de girassol para estrias, óleo de girassol para feridas, óleo de girassol para o rosto e muito mais.

Afinal, quais são os reais benefícios do óleo de girassol? É sobre isso que vamos falar neste artigo do Buscar Saúde. Então, leia atentamente cada dica e aprenda para que serve óleo de girassol!

Girassol: Características

O Helianthus annuus também conhecido como girassol, é uma planta originária da América do Norte. O girassol é conhecido pela sua beleza, e também pelo heliotropismo! Como assim gente, o que é isso? Já ouviu falar que o girassol acompanha a direção do sol? Pois é, o heliotropismo é a capacidade que um organismo tem de se movimentar seguindo a direção do sol.

Esta planta que pode atingir quase 3 metros de altura, possui sementes ricas em ácidos graxos, e é aí que ocorre a extração do óleo de girassol, bastante conhecido por diversas pessoas por todo o mundo.

Óleo de girassol para emagrecer

Conheça os principais benefícios do óleo de girassol para a saúde!

Óleo de girassol, benefícios!

A extração do óleo de girassol a partir da semente acontece através de uma prensagem mecânica a frio, que nada mais é do que espremer bastante todos os grãos até que o óleo seja extraído.

Um detalhe interessante e muito importante, é que como o processo não usa calor, a maior parte dos compostos e nutrientes das sementes é mantida, quase não havendo degradação. Depois da extração, o óleo de girassol é filtrado e refinado!

Caso você não saiba, o óleo de girassol é composto basicamente por:

Observando a quantidade de cada um deles na composição do óleo de girassol, os ácidos graxos insaturados representam cerca de 90%, sendo que aproximadamente 70% é ômega 6.

A maioria de vocês deve conhecer o óleo de girassol por causa do uso na culinária, principalmente por ser mais saudável do que o óleo tradicional. Entretanto, muita gente não imagina que o óleo de girassol é muito usado como cosmético!

Óleo de girassol: Propriedades

Quando você ouvir falar que o óleo de girassol é bom para tratar feridas e cicatrizes, isso é verdade! Assim como ele pode ser benéfico para o cabelo e para a pele. Então, bora aprender um pouco mais sobre estas aplicações.

Óleo de girassol para pele

Quando você aplica o óleo de girassol na pele, o objetivo pode ser hidratar, nutrir, amaciar, tratar feridas e ajudar no processo de cicatrização. Como o óleo de girassol é rico em Vitamina E, ele é um ótimo reparador de tecidos e auxilia na limpeza da pele, combatendo a formação de acne.

Óleo de girassol no cabelo

Quando você aplica o óleo de girassol no cabelo, o objetivo principal é o fortalecimento e a hidratação dos fios secos e quebradiços. Quem usa óleo de girassol com frequência no cabelo, consegue obter um brilho bem bonito.

Óleo de girassol emagrece?

Muitas pessoas que querem emagrecer rápido perguntam se o óleo de girassol é bom para o emagrecimento. Não existe conclusões científicas voltadas diretamente para essa atuação, mas que o óleo de girassol é muito mais saudável que o óleo tradicional, isso não há dúvidas!

Não existe nenhum alimento que faça emagrecer! O que acontece é que alguns deles possuem menos calorias que os outros, ficando mais fácil gastar essa energia e alcançar o tão sonhado balanço calórico negativo.

Caso você não saiba o que é isso, é o segredo para quem quer emagrecer rápido e de forma saudável. Inclusive já falamos deste tema em um artigo completo aqui no Buscar Saúde, vale muito a pena essa leitura complementar!

Óleo de girassol: Riscos

Como citamos ao longo do artigo, o óleo de girassol é rico em ômega 6, o que é bom! Entretanto, tudo em excesso faz mal e neste caso não seria diferente. Alguns estudos mostram que o consumo exagerado de ômega 3 e ômega 6 pode aumentar as chances de desenvolvimento de doenças cardíacas.

Além disso, o consumo excessivo de ômega 6 pode causar diversas inflamações, prejudicando o fluxo sanguíneo e favorecendo o desenvolvimento de vários outros problemas relacionados ao sistema cardiovascular.

Por isso, apesar do óleo de girassol ser mais saudável do que o óleo tradicional, ele ainda não é o mais indicado para a culinária, justamente pelo risco do consumo excessivo de ômega 3. Portanto, o óleo de coco é o mais indicado pelos especialistas para o uso na culinária.

Assim como em qualquer outro tipo de consumo, a chave do sucesso é o equilíbrio. Os benefícios vão ser obtidos sempre que houver o consumo ou uso moderado. Para aprender ainda mais sobre o óleo de girassol, assista o vídeo abaixo!

Se tiver se perguntando onde encontrar o óleo de girassol, ele é facilmente encontrado em supermercados, mas é importante escolher os produtos 100% naturais.

Espero que tenham gostado deste artigo e de todas as nossas dicas. Se tiver alguma dúvida, crítica ou sugestão, favor deixar nos comentários que vamos ler com maior prazer!

Sobre o autor

Autor Bruno Almeida

Bruno Almeida é formado em Educação Física pela UFV - Universidade Federal de Viçosa. Foi aluno destaque do instituto e agora compartilha seus conhecimentos no site Buscar Saúde!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista. Procure sempre orientação médica presencial antes de consumir ou utilizar qualquer produto ou substância terapêutica.

Deixe um comentário