Você que gosta de música, sabe quais são os benefícios da música para o cérebro? A música pode ser muito utilizada na educação infantil e além de todos os benefícios para a memória, a música também oferece inúmeros benefícios para a saúde. Este artigo foi feito para você que não consegue passar um dia sem ouvir música!

Quais os benefícios da música para a saúde?

Quem não se sente bem ouvindo aquela música favorita? Várias pessoas escutam música durante a atividade física e isso é muito motivante! Muitos estudos estão mostrando que escutar música vai muito além do que um hobby, ela pode ajudar no combate de diversas doenças e faz um bem enorme para a saúde do cérebro. Na sequência do nosso artigo, vamos mostrar os principais benefícios da música para a saúde, confiram!

Música faz bem pra saúde?

Veja com a música pode fazer bem para a saúde e combater doenças graves!

Música e felicidade

Os estudos mostraram que quando a pessoa escuta as músicas favoritas, há um aumento na liberação de dopamina, a substância responsável por causar o bem-estar. O aumento do nível de dopamina no organismo contribui consideravelmente para a sensação de felicidade, emoção e alegria.

Música e corrida

Os estudos mostram que as pessoas que praticam corrida ouvindo música, conseguem uma motivação maior e com isso, podem atingir resultados melhores! Mas é importante informar que isso não é uma regra, ou seja, pode funcionar com uns e não com outros, mas certamente é um ponto que pode influenciar positivamente e deveria ser experimentado.

Música combate estresse

Ouvir as suas músicas favoritas ajuda na redução dos níveis de cortisol no organismo, que é o hormônio responsável pelo estresse. Talvez você não saiba, mas o estresse é um dos causadores de aproximadamente 60% das enfermidades.

Música melhora o sono

Milhares de pessoas sofrem com distúrbios do sono, sendo que a insônia é o principal destes problemas. O estudo mostrou que escutar músicas calmas antes de dormir, promove um relaxamento que favorece um sono muito melhor. Assim como na corrida, este benefício pode variar de pessoa para pessoa, ou seja, experimente e caso veja melhorias, basta continuar!

Música contra a depressão

A depressão é uma grave doença que afeta cada dia mais pessoas e por isso, todas as formas de combatê-la são bem-vindas. O estudo mostrou que os sintomas da depressão são menos intensos nas pessoas que escutam músicas diariamente, principalmente entre as pessoas que escutam a música favorita antes de dormir.

Música melhora seu humor

O relaxamento e o bem-estar obtido ao ouvir música também favorece a melhoria do seu estado de humor. Portanto, pode ser uma ótima opção para as pessoas que perdem a cabeça facilmente no trabalho ou no trânsito, por exemplo. O estudo mostrou que a música ajuda a combater o caos existente nestes lugares, ou seja, se você puder ouvir música no carro e no trabalho, o seu bom humor será estimulado e as situações estressantes serão menos notadas. Mas é importante saber que não estamos falando de música no último volume, ela deve estar em uma altura agradável e que não interfira nas demais tarefas que serão realizadas.

Música melhora a memória

Aqui no Buscar Saúde já fizemos um artigo especialmente sobre como estimular a memória, e a música é uma das ferramentas para isso, caso tenha interesse indicamos esta leitura complementar. Nos estudos realizados, os resultados mostram que ouvir música frequentemente ajuda na melhoria da capacidade de aprendizado e de memorização. Este benefício pode ser ainda mais aprimorado, caso a pessoa pratique e toque algum instrumento musical. Com todos estes aspectos, fica fácil compreender porque a música pode e deve ser utilizada como ferramenta de ensino durante a infância e adolescência.

Música reduz a ansiedade

Além do combate ao estresse e depressão, a música também pode ajudar a reduzir os problemas de ansiedade. As pessoas que escutam música diariamente, acabam ocupando a mente naquele momento e com isso, diminui a ansiedade justamente por não estar pensando naquilo que o incomoda.

Música alivia a dor

Os estudos também mostraram que as músicas podem ser usadas em terapias para reduzir a intensidade da dor. Este procedimento já é muito utilizado em tratamento de pessoas com câncer, mas novas descobertas estão mostrando que também pode ajudar as pessoas que sofrem com dor crônica.

Estamos chegando ao final deste artigo e agora que você tem todas essas dicas em mãos, basta experimentá-las e avaliar quais surtiram efeitos positivos para o seu caso. Não se prive em apenas uma, combine várias destas situações e aproveite o máximo de benefícios que a música tem para oferecer.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)