Coordenação motora grossa x coordenação motora fina!

Em Hábitos saudáveis por Bruno Almeida

A importância da coordenação motora as vezes é negligenciada nas escolas, logo este ambiente que deveria ser o mais importante para trabalhar os estímulos motores em crianças e jovens. O resultado disso são pessoas com dificuldades de desempenhar ações simples no cotidiano.

Neste artigo do Buscar Saúde, vamos explicar o que é coordenação motora grossa e o que é coordenação motora fina, mostrando com detalhes as diferenças entre cada tipo. Saiba como a coordenação motora pode ser melhorada, e quais os benefícios disso para a nossa vida.

O que é coordenação motora?

Classificada como a capacidade de realizar movimentos articulados e controlados. Esse nome bonito resume basicamente todas as ações que fazemos diariamente, por exemplo, dançar, correr, pular, desenhar, pintar, carregar objetos, etc.

A coordenação motora é o resultado da interação entre os sistemas esquelético, muscular, sensorial e nervoso. Essa relação entre eles permite que a gente possa realizar todos movimentos voluntários durante a nossa vida!

O que é coordenação motora?

Saiba como trabalhar a coordenação motora

Como melhorar a coordenação motora?

Talvez você nem imagine, mas estamos estimulando e trabalhando a evolução da coordenação motora desde o momento em que nascemos! Na verdade, isso já começa na gestação, mas é algo mais observável e treinável depois do nascimento.

O bebê realiza diversos movimentos, mas é apenas com o passar do tempo que eles serão realizados de forma voluntária e consciente. Portanto, este é o primeiro grande exemplo de como a coordenação motora é importante para a nossa vida!

O melhor exemplo para explicar como a coordenação motora funciona, é através da iniciação esportiva. Imagine só, você nunca praticou este determinado esporte, ou seja, não sabe nenhum movimento ou técnica do mesmo. Porém, com o passar dos treinos, aqueles movimentos que pareciam quase impossíveis, se tornam bem mais simples de executar. Isto nada mais é do que a coordenação motora evoluindo.

Sendo assim, você aprendeu mais movimentos combinados, favorecendo a execução daquela técnica específica. Em esportes com bola a evolução da coordenação motora é notada com extrema facilidade, pois nos primeiros treinos o atleta mal consegue controlar a bola, mas com poucos treinos ele já tem um domínio incrível.

Então quer dizer que a coordenação motora só serve para esportes e atividades físicas? A resposta sem dúvidas é não! Nas funções do seu trabalho, nos estudos ou até mesmo nas tarefas diárias de casa, a coordenação motora é crucial.

Você se lembra quando lavou vasilha pela primeira vez? Era difícil para passar o sabão da bucha, era complicado segurar e esfregar, era cansativo pensar que hora devia ligar ou desligar a torneira. Pois é pessoal, se hoje você faz isso naturalmente, é porque a sua coordenação motora foi trabalhada e evoluiu ao ponto de você nem precisar concentrar para realizar tal tarefa.

Tipos de coordenação motora

Caso você não saiba, a coordenação motora é classificada em dois tipos: coordenação motora fina e coordenação motora grossa. Na sequência do artigo vamos explicar melhor as diferenças entre elas.

Coordenação motora grossa

Basicamente envolve as habilidades que não são tão delicadas. Movimentos como correr, pular ou subir escada estão entre os exemplos que podemos citar. Outra forma de classificar é observando os grupos musculares envolvidos, ou seja, nestes movimentos citados, grandes grupos musculares são envolvidos. Observando bem, a maioria das atividades esportivas exigem muito da coordenação motora grossa.

Coordenação motora fina

Seguindo a lógica, você já deve ter imaginado que essa envolve as habilidades mais delicadas. Os movimentos usados para desenhar, costurar, pintar e outros similares são ótimos exemplos. Observando bem, são atividades que precisam dos pequenos grupos musculares, onde os movimentos não podem ser bruscos.

Coordenação motora é igual em todo mundo?

Essa é uma dúvida muito comum, mas a resposta certamente é não! Os seres humanos são seres únicos, por mais que possuam bastante semelhança. A individualidade biológica faz com que as pessoas apresentem respostas diferentes para os mesmos estímulos.

Sendo assim, cada indivíduo conta com capacidades coordenativas distintas. Seguindo essa linha de raciocínio, acredito que já ficou fácil entender que treinar capacidades coordenativas oferece resultados e ritmos diferentes.

Uma pessoa pode realizar um movimento muito complexo com extrema facilidade, enquanto outra pessoa pode ter muita dificuldade para realizar até mesmo os movimentos mais simples.

Por que treinar coordenação motora?

Atenção, é importante frisar que a coordenação motora de qualquer pessoa pode evoluir bem, desde que seja estimulada corretamente. Infelizmente existem muitas desordens motoras que causam dificuldades para desenvolver determinadas habilidades motoras.

Na maioria dos casos, esses problemas estão associados com péssimas aulas de educação física escolar, visto que este é o melhor ambiente para identificar dificuldades especificas do aluno através das atividades que trabalham as capacidades físicas básicas.

Se quiser aprender ainda mais sobre o assunto, confira neste vídeo abaixo mais informações sobre a coordenação motora.

Obrigado pela leitura até aqui! Queremos aproveitar e te pedir para compartilhar essa postagem nas suas redes sociais, além de convidar amigos e parentes para conhecer o Buscar Saúde.

Sobre o autor

Autor Bruno Almeida

Bruno Almeida é formado em Educação Física pela UFV - Universidade Federal de Viçosa. Foi aluno destaque do instituto e agora compartilha seus conhecimentos no site Buscar Saúde!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista. Procure sempre orientação médica presencial antes de consumir ou utilizar qualquer produto ou substância terapêutica.

Deixe um comentário