Capacidades físicas básicas, quais são?

Escrito na categoria "Esportes e competições" por Bruno Almeida.

As capacidades físicas básicas são fundamentais para o desenvolvimento motor de uma pessoa, mas será que você sabe quais estas capacidades físicas? Neste artigo vamos mostrar para você que veio Buscar Saúde, porque você pode e deve estimular a flexibilidade, força, resistência, agilidade, velocidade, equilíbrio e a coordenação motora.

O que são capacidades físicas?

As capacidades físicas básicas nada mais são do que todo atributo físico treinável em um corpo humano. Falando de uma forma mais simples de compreender, são todas as qualidades físicas e motoras que podem ser estimuladas, treinadas e melhoradas.

Caso você não saiba as capacidades físicas são classificas em diversos tipos, e ao longo deste artigo vamos explicar cada uma delas. Um detalhe importante é que através das capacidades físicas é que podemos executar as diversas ações motoras durante a nossa vida.

Quando falamos de ações motoras estamos falando desde as mais simples como caminhar e saltar, até as mais complexas que são executadas durante a natação, corrida ou qualquer outra pratica esportiva.

Engana-se quem pensa que as capacidades físicas estão relacionadas apenas às pessoas que praticam exercícios físicos! A deficiência em alguma destas capacidades físicas, pode fazer com que a pessoa tenha dificuldades para executar diversas atividades do cotidiano e também do seu posto de trabalho.

Quais são as capacidades físicas?

Conheça todas as capacidades físicas básicas!

Capacidades físicas: Agilidade

A agilidade é classificada como a capacidade de executar movimentos rápidos e ligeiros com mudança de direção.

Capacidade física: Coordenação Motora

A coordenação motora é classificada como a destreza que permite a realização de uma sequência de exercícios de forma coordenada.

Capacidades físicas: Flexibilidade

A flexibilidade é classificada como a capacidade de amplitude que as articulações tem de realizar movimentos apropriados.

Capacidades físicas: Força

A força é classificada como a capacidade de exercer tensão contra uma resistência, que ocorre por meio de ações musculares. A capacidade física força pode ser subdividida em:

 Capacidades físicas: Resistência

A resistência é classificada como a capacidade de sustentar uma determinada carga de atividade pelo tempo mais longo possível sem fadiga. A capacidade física resistência pode ser subdividida em:

Capacidades físicas: Velocidade

A velocidade é classificada como a capacidade de executar movimentos cíclicos na maior velocidade individual possível. A capacidade física velocidade pode ser subdividida em:

Capacidades físicas: Equilíbrio

O equilíbrio é classificado como a qualidade física obtida através da combinação de ações musculares que tem o objetivo de sustentar o corpo sobre uma base. A capacidade física equilíbrio pode ser subdividida em:

É importante compreender que apesar das capacidades físicas serem treináveis, cada pessoa tem o seu ponto máximo de evolução, ou seja, o que faz uma pessoa ser muito forte, muito veloz ou muito ágil, é a sua origem hereditária. Então, se você não nasceu com uma genética para ser um exímio velocista, por mais que você treine para isso, você não será o mais veloz.

Porém, todas as capacidades físicas devem ser estimuladas e desenvolvidas para favorecer uma excelente qualidade de vida para aquela pessoa! Se tiver gostado deste artigo compartilhe com seu amigos e familiares, nos ajude a divulgar essa informações interessantes.

Sobre o autor

Autor Bruno Almeida

Bruno Almeida é formado em Educação Física pela UFV - Universidade Federal de Viçosa. Foi aluno destaque do instituto e agora compartilha seus conhecimentos no site Buscar Saúde!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista. Procure sempre orientação médica presencial antes de consumir ou utilizar qualquer produto ou substância terapêutica.

Deixe um comentário