Hoje vamos falar do TAF que é o teste da polícia militar. Veja como treinar para a corrida e barra fixa do teste do TAF, entenda como funciona esta prova física e observe atentamente todas as dicas que vamos mostrar para você passar na prova do TAF!

TAF: O que é?

Para você que nunca ouviu falar do TAF, é o Teste de Aptidão Física que é aplicado pela Polícia durante os concursos para formação de novos policiais. Digamos que o TAF é a parte prática do concurso. Através deste teste, é avaliada a condição física dos candidatos a partir da realização de determinados exercícios. Neste artigo vamos dar dicas para você descobrir qual o seu nível atual de aptidão física e o que deve melhorar até a data do teste.

Treino para o TAF feminino

Dicas para passar no TAF da polícia!

TAF: Teste de corrida de 12 minutos

Vamos começar falando do principal e mais difícil teste na opinião de muitos candidatos. O teste de corrida de 12 minutos é o único teste físico que é cobrado em todos os editais, geralmente recebe a denominação de teste de corrida de resistência. O objetivo deste teste é avaliar a condição cardiorrespiratória do candidato. No teste de 12 minutos o candidato deve percorrer a melhor distância possível dentro deste tempo, sendo que existe um limite eliminatório, falaremos disso na sequência.

TABELA DE CLASSIFICAÇÃO TESTE 12 MINUTOS – FEMININO

  • Abaixo de 2.020 metros – Eliminada
  • De 2.020 a 2.099 metros – 2,00 pts.
  • De 2.100 a 2.179 metros – 3,00 pts.
  • De 2.180 a 2.259 metros – 4,00 pts.
  • De 2.260 a 2.339 metros – 5,00 pts.
  • Acima de 2.340 metros – 6,00 pts.

TABELA DE CLASSIFICAÇÃO TESTE 12 MINUTOS – MASCULINO

  • Abaixo de 2.350 metros – Eliminado
  • De 2.350 a 2.439 metros – 2,00 pts.
  • De 2.440 a 2.529 metros – 3,00 pts.
  • De 2.530 a 2.619 metros – 4,00 pts.
  • De 2.620 a 2.709 metros – 5,00 pts.
  • Acima de 2.710 metros – 6,00 pts.

Teste de 12 minutos do TAF: Como treinar?

Para chegar preparado ao teste, não basta apenas sair correndo por aí sem orientação e sem planejamento. A evolução da aptidão física requer o controle de alguns aspectos importantes. Portanto, pensar na periodização do treinamento tanto para a melhorar a performance durante a corrida, quanto para compreender os princípios da interdependência de volume-intensidade, da sobrecarga, da especificidade, da continuidade é fundamental.

Neste momento talvez você esteja pensando, como vou compreender tudo isso? A resposta é simples e objetiva, você precisa contar com a orientação de um profissional de Educação Física. Treinar para um teste tão especifico sem a orientação de um profissional capacitado, é um passo muito grande para o fracasso e por mais que você conheça pessoas que treinaram por conta própria, o número de pessoas que fracassam, certamente é maior do que os que passam no teste.

TAF: Teste da barra fixa

Existe uma diferença entre o teste das mulheres e dos homens. O teste da barra fixa masculino conta a quantidade de repetições do movimento, ou seja, quantas vezes o candidato consegue realizar a subida na barra. O teste da barra fixa feminino exige que a candidata permaneça em suspensão pelo maior tempo possível. Tanto para os homens, quanto para as mulheres, existe um limite eliminatório que iremos mostrar abaixo!

TABELA DE CLASSIFICAÇÃO TESTE BARRA FIXA – MASCULINO

  • Abaixo de 3 repetições – Eliminado
  • 3 repetições – 2,00 pts.
  • 4 repetições – 2,33 pts.
  • 5 repetições – 2,67 pts.
  • 6 repetições – 3,00 pts.
  • 7 repetições – 3,33 pts.
  • 8 repetições – 3,67 pts.
  • 9 repetições – 4,00 pts.
  • 10 repetições – 4,33 pts.
  • 11 repetições – 4,67 pts.
  • 12 repetições – 5,00 pts.
  • 13 repetições – 5,33 pts.
  • 14 repetições – 5,67 pts.
  • 15 repetições – 6,00 pts.

TABELA DE CLASSIFICAÇÃO TESTE BARRA FIXA – FEMININO

  • Abaixo de 15 segundos – Eliminada
  • De 15 a 19 segundos – 2,00
  • De 20 a 24 segundos – 3,00
  • De 25 a 29 segundos – 4,00
  • De 30 a 34 segundos – 5,00
  • A partir de 35 segundos – 6,00

Teste da barra fixa: Como treinar?

O segundo teste que vamos falar é o da barra fixa e antes de pensar na quantidade de repetição, o candidato deve ter em mente que ele só conseguirá realizar o movimento correto, se ele fizer uma boa adaptação e uma boa preparação. Existem candidatos que querem focar na quantidade de repetição antes mesmo de conseguir ficar pendurado na barra, não cometa esse erro!

Existem diversos tipos de treinamentos para à adaptação e evolução no treino de barra fixa. Novamente frisamos sobre a importância de contar com a orientação de um Educador Físico! Neste exercício, a evolução depende bastante do fortalecimento dos músculos envolvidos na flexão e principalmente da técnica de movimento, que é algo que um leigo dificilmente terá conhecimento.

TAF: O que não fazer?

Deu para perceber que pequenos detalhes podem fazer muita diferença na hora do teste não é mesmo? Lembre-se que isso faz parte de um concurso importante que pode mudar a sua carreira, então não trate como um momento qualquer!

Conte a ajuda de um Educador Físico, treine da forma correta, atenda as variações de estímulos e principalmente, respeite o planejamento indicado pelo seu treinador. Deste já desejamos uma boa sorte no teste e para finalizar pense nisso: Não é preciso treinar demais se o treino for eficiente!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)