Quando vamos envelhecendo é natural ter uma grande perda auditiva, mas durante a vida existem várias atitudes que podem agravar e antecipar este problema! Neste artigo vamos falar sobre decibéis e explicar quais atitudes podem agravar a perda de audição, além de mostrar como prevenir a surdez.

Riscos para audição

Quando falamos em barulho que oferece risco para a nossa audição, é importante compreender que em grande parte dos casos, o som que nos causa irritação não é capaz de provocar nenhum prejuízo auditivo. Então, além da altura do som é fundamental avaliar qual o tempo de exposição ao ruído.

Para medir o nível de ruído é usado decibel (dB), ou seja, essa é a medida usada para representar como o ouvido percebe os sons de forma não linear. O ouvido humano é capaz de capitar sons a partir de 0dB, e até 80dB é considerado um som não prejudicial.

Quais os sintomas de perda de audição?

Conheça as principais causas de perda auditiva!

Decibéis: Quanto barulho é isso?

Uma dúvida muito comum é como saber quantos decibéis tem cada “barulho”. Como nem todo mundo tem um decibelimetro em casa, existem vários estudos que apontam quantos decibéis tem cada som.

Por falar em estudos, na época da Copa do Mundo da África do Sul que foi uma das mais barulhentas da história, os pesquisadores mediram o som daqueles instrumentos usados pela torcida. Observe na lista abaixo como todos eles tinham valores muito além do limite permitido!

  • Vuvuzela – 127dB
  • Corneta – 123,6dB
  • Buzina de gás – 121,4dB

Danos auditivos

Caso você não saiba, quando o ruído é de 100dB ou mais, apenas 3 minutos já são suficientes para causar danos às células auditivas. Quer dizer que o barulho só faz mal quando ficamos expostos por muito tempo? Não é bem assim! O som da explosão de fogos de artifício ou armas de fogo por exemplo, são considerados com trauma sonoro agudo!

Esta condição provoca um impacto intenso no sistema auditivo, podendo causar perda auditiva transitória ou permanente. Vale frisar que as pessoas que já possuem algum tipo de perda auditiva, tem muito mais chances de sofrer perda permanente nestas condições!

Os danos auditivos podem ser provocados pela exposição constante ao ruído, sendo os principais causadores de problemas crônicos. Neste tipo, os danos são classificados como perda auditiva induzida pelo ruído, sendo um problema extremamente comum entre os trabalhadores de fábricas, construção civil, músicos e outros.

Geralmente a pessoa começa a ter uma perda auditiva temporária ao final do dia, justamente pela longa exposição ao ruído excessivo. Porém, à medida que esta situação permanece, a tendência é progredir para uma perda auditiva irreversível.

Decibéis e tempo de exposição

Como falamos, quanto mais alto o ruído, menor deve ser o tempo de exposição! O uso de Equipamento de proteção individual (EPI) é indispensável quando o ruído é acima dos valores permitidos! Confira a relação entre decibéis e tempo de exposição na tabela abaixo.

O que é decibéis e como medir?

Quantos decibéis provocam danos auditivos?

Perda auditiva: Quais os sintomas

Quando há algum tipo de dano auditivo por ruído, os principais sintomas são as dores de ouvido, sensibilidade aos sons altos, zumbido e redução da capacidade auditiva. Em alguns casos, este incômodo pode ser tão grave que causa uma intensa dor de cabeça. Dependendo da gravidade da perda auditiva, a pessoa pode ter graves problemas psicológicos como a depressão por exemplo.

De acordo com os especialistas, se pessoa sentir qualquer sintoma que pode indicar algum dano auditivo, o mais aconselhado é buscar um profissional da área. Quase sempre a pessoa vai precisar fazer um exame de audiometria para ajudar no diagnóstico ou não do problema.

Procurar um especialista o mais rápido possível, pode ser decisivo para não deixar um problema temporário se tornar permanente. Se o problema for confirmado, o tratamento deve ser iniciado o quanto antes. Diversos estudos mostram que quanto mais cedo se inicia o tratamento para problemas auditivos, melhores são os resultados!

Audição: Como prevenir problemas?

A melhor forma é evitar ambientes barulhentos e principalmente, evitar uma exposição prolongada em ambientes com som alto! As pessoas que ficam o dia inteiro com fone de ouvido devem ter atenção redobrada com a altura, caso contrário os riscos de danos auditivos são altíssimos.

Com os avanços tecnológicos é possível encontrar aplicativos de celulares que fazem essa medição dos decibéis do ambiente. É importante frisar que como não são equipamentos testados e aprovados por entidades especializadas, os valores podem não ser totalmente precisos, mas mesmo assim estes aplicativos podem te alertar sobre ambientes perigosos para a saúde auditiva.

Você conhece algum aplicativo com esta função? Já viu algum decibelimetro? Conte para gente o que você conhece deste assunto, e o que você acha que pode ser feito para prevenir os danos auditivos.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)