Uma das maiores dúvidas existentes quando se fala em musculação muito jovem, é sobre ela atrapalhar o crescimento. Neste caso, o crescimento abordado não é o dos músculos, mas sim na estatura da pessoa. Ainda não existem estudos que associem os exercícios de hipertrofia ou demais exercícios rotineiros das academias com a inibição do crescimento natural de um indivíduo.

A musculação é prejudicial ao adolescente?

Como foi dito, a mesma não atrapalha o crescimento dos jovens, mas existem outros riscos envolvendo musculação que devem ser discutidos e principalmente evitados. Quando falamos de exercício físico, indiferente de qual seja, sabemos que existem inúmeros benefícios, ou seja, se realizado corretamente, você obterá ganhos variados e isso ocorre em qualquer faixa etária, variando um pouco entre elas é claro!

Agora, se você os fizer de forma incorreta, seja na maneira de executar os movimentos ou exagerando no volume e intensidade, diversos problemas físicos e fisiológicos podem ocorrer. É necessário compreender, que na adolescência o organismo e o corpo dos jovens estão sofrendo diversas alterações importantes, sendo assim, qualquer estímulo errado pode causar problemas gravíssimos.

Musculação ajuda a ficar mais alto?

Adolescentes podem fazer musculação sem prejudicar o crescimento, mas é necessário contar uma supervisão capacitada, visando evitar problemas graves.

Musculação na adolescência de forma segura!

Um dos maiores erros de quem frequenta academia é não respeitar o período de recuperação muscular, principalmente os jovens são ansiosos e almejam resultados imediatos! A falta de orientação pode fazer com que eles sobrecarreguem os músculos trabalhando-os em grande intensidade todos os dias.

A pessoa leiga imagina que só vai conseguir aumentar a massa muscular se exercitar todos os mesmos músculos e isso é um grande erro! As principais adaptações musculares acontecem no período de descanso e é por isso que deve haver uma alternância entre os grupos musculares trabalhados.

Observe abaixo, um exemplo de rotina bem distribuída em que a pessoa malha praticamente a semana toda sem sobrecarregar os músculos. Desta forma, se o padrão de movimento estiver adequado, ela conseguirá afastar praticamente todos os riscos existentes:

  • Domingo: Descanso
  • Segunda-feira: Malhar pernas
  • Terça-feira: Malhar peito e costas
  • Quarta-feira: Malhar braços e ombros
  • Quinta-feira: Malhar pernas
  • Sexta-feira: Malhar peito e costas
  • Sábado: Malhar braços e ombros

A rotina exemplificada acima respeita um amplo descanso entre os treinos para cada grupo muscular, algo fundamental para o ganho de massa magra! Vale frisar que esta rotina não deve ser seguida por ninguém. Para determinar a sua rotina de treino é preciso contar com a orientação de um Educador Físico!

Portanto, a musculação pode sim causar problemas não somente para os jovens, mas para qualquer pessoa, mas isso só ocorre se houver um treinamento sem a supervisão adequada de um profissional capacitado. O Educador Físico tem o conhecimento teórico e prático para determinar a carga ideal, o número de repetições, séries e principalmente o período adequado de recuperação. Tudo isso é fundamental para afastar os erros e obter os benefícios que serão importantes para a saúde.

E é sempre importante ressaltar que os adolescentes só devem começar na musculação se tiverem a liberação médica para se exercitar. Sendo assim, é necessário realizar todos os exames e avaliações antes de iniciar qualquer tipo de exercício! Desta forma, evita-se os riscos desnecessários.

Fazer academia ajuda a crescer?

Já sabemos que a musculação não interfere negativamente na estatura do jovem, mas será que ela pode ajudá-lo a ficar mais alto? São muitas as pessoas que acreditam que os exercícios físicos podem aumentar a estatura da criança, mas a resposta é não! Nenhum tipo de atividade física influencia na estatura que o indivíduo terá ao final da sua formação corporal, isto é determinado geneticamente!

Você conhece alguém que já teve problemas com a musculação quando adolescente? Conhece alguém que colocou o filho para se exercitar pensando em deixá-lo mais alto? Indique esta publicação e nos ajude a compartilhar essas dicas e sanar alguns mitos que podem lesionar ou frustrar um jovem, afastando-os das atividades físicas!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)