Qual o melhor anticoncepcional? Anticoncepcional injetável engorda? Como tomar anticoncepcional corretamente? Anticoncepcional yasmin, anticoncepcional Selene, quais são os anticoncepcionais mais usados? Se você quer saber a resposta de qualquer uma destas perguntas, este artigo sem dúvida te interessa! Vamos falar tudo sobre anticoncepcional e dar muitas dicas importantes da forma correta de tomar!

Pílula anticoncepcional: O que é?

A pílula anticoncepcional é composta pela combinação de vários hormônios sintéticos, que em grande parte dos casos, é estrogênio e progesterona. A função da pílula anticoncepcional é inibir a ovulação, ou seja, evitando que a mulher entre no chamado período fértil. Além deste que é o objetivo principal, a pílula anticoncepcional também torna o útero um lugar hostil para os espermatozoides e com isso, fica extremamente difícil a fecundação e um futuro desenvolvimento de um bebê. Os especialistas apontam que a eficácia da pílula anticoncepcional é de 98%.

Anticoncepcional, como tomar.

Saiba qual a melhor pílula anticoncepcional!

Anticoncepcional: Qual o melhor?

Tomar a pílula anticoncepcional sem dúvidas é o método contraceptivo mais utilizado em todo o mundo. É bastante comum que as mulheres comecem a usar o remédio quando são bem jovens, a idade certa varia bastante, uma vez que isso depende de quando a jovem inicia sua vida sexual, ou em alguns casos, por questões hormonais.

Apesar de ser o método mais usado, a pílula anticoncepcional ainda gera muitas dúvidas e questionamentos entre as mulheres, sendo mais comum entre as que estão iniciando o uso. É muito importante frisar que o uso da pílula anticoncepcional só deve acontecer com a orientação de um ginecologista, este é um erro muito comum, já que as pessoas costumam usar a mesma pílula que alguma amiga ou alguém da família usa.

Pílula anticoncepcional: Como tomar pela primeira vez?

Seguir os dias corretos é a melhor maneira de evitar riscos de gravidez e por isso, é indicado que a mulher tome a primeira pílula da cartela logo no primeiro dia da menstruação. Depois disso, basta continuar tomando uma pílula por dia até o fim da cartela, preferencialmente tomar sempre no mesmo horário. Não existe hora ideal para tomar a pílula anticoncepcional, o melhor horário depende de cada mulher, mas escolha sempre um horário que lembrará todos os dias.

Os especialistas explicam porque é indispensável que a mulher tome o remédio sempre no mesmo horário, o objetivo é justamente não comprometer ou diminua o efeito contraceptivo da pílula. Outro erro bem comum, é não respeitar o período de pausa, quando houver, para isso, siga rigorosamente as orientações da bula.

 Pílula anticoncepcional: Quais os tipos?

  • Pílula simples: Essas são aquelas que possuem apenas um hormônio em sua composição, geralmente este hormônio é a progesterona. A maioria das cartelas deste tipo de pílula vem com 35 comprimidos, que devem ser tomados sem interrupção, justamente por ter uma taxa mais baixa de hormônio.
  • Pílulas combinadas: Essas são aquelas que possuem mais de um hormônio em sua composição, como já foi dito, a grande maioria conta com progesterona e estrogênio. As cartelas deste tipo de pílula podem ser com 21 comprimidos, tendo uma pausa de sete dias ou 24 comprimidos, tendo uma pausa de quatro dia e também com 28 comprimidos, sem tomar nos últimos quatro dias.

Anticoncepcional: Consegue prevenir DST

Muitas meninas tomam pílula anticoncepcional para não engravidar e com isso acabam deixando de usar camisinha, o que é um grande erro! Quando a adolescente inicia a sua vida sexual, ele deve pensar em todos riscos, inclusive das doenças sexualmente transmissíveis. Apesar de toda a eficácia da pílula, é fundamental informar que esse método não irá te proteger de nenhuma DST, então deve-se usar sempre camisinha em todas as relações sexuais.

Pílula anticoncepcional: Quais os efeitos colaterais?

Assim como qualquer outro remédio, a pílula anticoncepcional também provoca alguns efeitos colaterais que variam bastante de acordo com o organismo de cada mulher. Dentre os sintomas mais comuns, podemos citar náuseas, dor de cabeça, ausência de menstruação e queda da libido.

Para as mulheres com problema de hipertensão ou que possuem este histórico na família, o uso de pílula anticoncepcional pode aumentar os riscos de desenvolver doenças cardiovasculares. Observando todos os aspectos discutidos até aqui, fica fácil compreender porque a mulher jamais deve usar medicamentos sem antes consultar um médico.

Tomar pílula anticoncepcional por conta própria pode colocar em risco a sua saúde, além é claro de não oferecer a prevenção adequada. Em contra partida quando a mulher toma a pílula mais adequada que foi indicada pelo médico especialista, os riscos e os efeitos colaterais são bem menores.

Anticoncepcional injetável: Como funciona?

Assim como as pílulas, os anticoncepcionais injetáveis tem como objetivo impedir a ovulação e interferir na passagem dos espermatozoides. Neste tipo de método contraceptivo, as mulheres tomam injeções que variam de período e composição de acordo com cada tipo de injeção. A principal vantagem deste método é para as mulheres que sempre se esquecem de tomar diariamente a pílula. Em contra partida, as principais desvantagens do anticoncepcionais injetáveis são alterações no ciclo menstrual, dores intensas nos seios e o pior de todos, a retenção de líquidos que tanto afeta no aumento de peso.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)