O agachamento é um ótimo exercício para o fortalecimento dos músculos das pernas e dos glúteos.  Então se você quer ficar com as pernas e os glúteos definidos, os agachamento devem fazer parte da sua rotina de exercícios. Neste artigo vamos falar sobre os principais tipos de agachamentos e como eles devem ser feitos!

Agachamento: Benefícios

Também conhecido como Squat, o agachamento é considerado um exercício bastante completo, justamente por estimular e trabalhar os músculos dos glúteos, abdominais, costais e das pernas. Além disso, os agachamentos também são importantes para melhorar a boa postura corporal.

Agachamento: Simples

A execução do agachamento simples como o próprio nome diz é bem simples! Basta ficar em pé, manter as pernas afastadas na largura dos ombros. Em seguida você deve flexionar lentamente os joelhos, jogando o quadril para baixo e empurrar o bumbum para trás, exatamente como se estivesse se sentando em uma cadeira.

É extremamente importante manter costas sempre eretas. Depois é só erguer o corpo novamente e estender as pernas. Durante à execução dos exercícios você deve olhar sempre em frente, mantendo os braços estendidos à frente do corpo. Isso é importante para manter a postura correta e favorecer o bom equilíbrio para realizar o exercício.

Agachamento sumo, agachamento com barra, agachamento com avanço!

Como fazer agachamento corretamente! Dicas importantes.

Agachamento: Afundo

Este alongamento também pode ser chamado de Lunge ou agachamento com avanço! A posição inicial é de pé, em seguida você deve dar um passo para frente, flexionando o joelho até que a coxa da perna que avançou fique paralela ao chão. É importante que o pé da frente fique completamente apoiado no chão, enquanto o pé de trás deve ficar com o calcanhar levantado sem apoiar o chão.

O próximo passo é voltar à posição inicial e realizar o mesmo movimento dando um passo à frente com a outra perna. Mas se você preferir, pode fazer uma sessão com a mesma perna e depois passar para a outra.

Para favorecer a execução correta e o bom equilíbrio você deve colocar as mãos na cintura ou atrás da cabeça. À medida que for evoluindo na execução do exercício você pode realizar o exercício com halteres para dificultar o exercício, estimulando e trabalhando ainda mais a musculatura dos glúteos.

Agachamento: Sumo

A execução deste agachamento é igual à do agachamento simples, tendo como principal diferença apenas a posição das mãos, que normalmente estão segurando bolas ou alteres à frente do corpo.

Agachamento: Com barra

Este agachamento com barra geralmente só é feito em academias. Você deve posicionar a barra nas costas, pegando-a firmemente com as mãos sempre posicionando os cotovelos para a frente. Em seguida você deve seguir novamente a execução do agachamento simples.

De acordo com a sua evolução no exercício você pode adicionar pesos à barra, o que seria importante para dificultar o exercícios, estimulando e trabalhando ainda mais a musculatura envolvida, que neste caso inclui também os músculos dos membros superiores.

Agachamento: Com salto

O agachamento com salto trabalha a tonificação muscular e oferece um gasto calórico importante para ajudar na queima de caloria e aumento da resistência cardiorrespiratória.

Novamente a execução é igual à do agachamento simples, tendo como principal diferença, a realização de um salto para cima ao retornar para a posição inicial, ou seja, ao invés de apenas estender as penas, você deve realizar um salto. À medida que for evoluindo no exercício, você pode adicionar peso nas pernas e até halteres nas mãos para potencializar os resultados.

Agachamentos: Quantos fazer?

Não existe uma receita de bolo que serve para qualquer situação e qualquer pessoa! Isso vai depender do condicionamento físico, tipo de treino, objetivo e disponibilidade de cada pessoa.

A resposta mais correta é que você deve fazer uma avaliação física para obter a liberação médica para se exercitar, e depois deve buscar a orientação de um profissional de Educação Física. Isso é fundamental tanto para obter os melhores resultados, quanto para garantir um treino seguro longe dos riscos desnecessários.

Para garantir um treino seguro você deve seguir rigorosamente o planejamento e a orientação do seu Educador Físico. Os riscos de treinar sem a orientação de um profissional capacitado são enormes, principalmente de overtraining e lesões graves que podem te afastar dos exercícios físicos e consequentemente, te afastar dos benefícios desejados.

Espero que tenha gostado das dicas e que estes exercícios possam ajudar a melhorar ainda mais a sua qualidade de vida. Se tiver ficado alguma dúvida, deixe nos comentários que iremos responder com maior prazer.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)