Você sabe se a sífilis tem cura? Você sabe quais são os sintomas da sífilis? Vamos explicar quais as causas da sífilis, além de mostrar quais os estágios e o que pode ser feito para prevenir esta terrível doença. Leia atentamente cada informação, pois as dicas podem te ajudar a se livrar desta doença sexualmente transmissível.

O que é sífilis?

A sífilis também é conhecida como cancro duro ou Lues, e é uma doença causada pela bactéria Treponema pallidum. A transmissão desta bactéria na maior parte dos casos acontece durante a relação sexual sem preservativos.

Sintomas de Sífilis

Quando a pessoa está com sífilis, os primeiros sintomas a se manifestarem são o desenvolvimento de feridas indolores no pênis, no ânus ou na vulva. Quando as feridas não são tratadas, elas podem desaparecer naturalmente, mas o grande problema é que elas tendem a voltar ainda mais grave depois de semanas, meses ou até mesmo depois de alguns anos.

O que é sífilis? Quais são as causas da sífilis?

Conheça todos os sintomas de sífilis e saiba quais são as fases desta doença!

Sífilis: Quais as fases?

Os sintomas da sífilis geralmente são diferentes de acordo com a fase, que são: sífilis primária, sífilis secundária e sífilis terciária. Na sequência do artigo vamos explicar detalhadamente cada uma destas fases!

Sífilis Primária

Os sintomas da sífilis na fase primária surgem aproximadamente 3 semanas depois do contágio. O principal sintoma da sífilis primária é desenvolvimento do cancro duro que é um caroço rosado e pequeno que pode evoluir para uma úlcera avermelhada.

Este caroço pode geralmente tem bordas bem duras e é coberto por uma secreção transparente. Neste caso, a úlcera é indolor, surgindo no local da infecção, que quase sempre é no órgão genital. Entretanto, também pode se desenvolver na língua, na região anal, nos dedos, boca ou nas mamas.

Sífilis Secundária

Os sintomas da sífilis na fase secundária surgem entre 6 a 8 semanas depois do desaparecimento das lesões que são causadas pela sífilis primária. Os sintomas mais comuns nesta fase são ínguas inflamadas pelo corpo, febre, dor de cabeça, mal-estar, dor muscular, perda de apetite e dor articular.

Sífilis Terciária

Os sintomas da sífilis terciária surgem quando a sífilis secundária não é tratada corretamente! Nesta fase, as lesões são maiores e surgem principalmente na pele, boca e nariz.

Sífilis na gestação

Quando a infecção acontece durante a gestação, existe risco de contaminação do feto, o que é chamado de sífilis congênita. Quando o feto é infectado, as consequências podem ser gravíssimas, podendo causar má-formação, aborto ou até morte do bebê. Nos casos de sífilis congênita o bebê pode ter problemas nos:

  • Ossos
  • Ouvidos
  • Olhos
  • Dentes
  • Fígado
  • Feridas na pele
  • Anemia
  • Icterícia
  • Feridas na boca
  • Ínguas
  • Ganho de peso
  • Pulmão

Para confirmar a sífilis congênita, deve ser feita uma observação da bactéria Treponema pallidum através das lesões, líquidos corporais ou tecidos do bebê. Geralmente o diagnóstico acontece através da dosagem de anticorpos na amostra sanguínea do bebê.

Para confirmar a sífilis nas demais pessoas, os métodos mais simples são através da raspagem das feridas, onde o objetivo é avaliar a presença ou não da bactéria. Este tipo de diagnóstico é usado principalmente na fase primária ou secundária.

Outra formar de diagnosticar a sífilis é através da amostra sanguínea que visa avaliar a dosagem de anticorpos contra a bactéria. Este tipo de exame é feito depois de 2 a 3 semanas da infecção. Este exame é mais utilizado entre as pessoas com suspeitas de sífilis, mas não apresentam lesões ativas.

Saiba que apesar de ser uma doença terrível e bem incomoda, a sífilis tem cura! Portanto, a pessoa deve buscar o tratamento correto e principalmente, deve seguir rigorosamente a orientação médica quanto à dosagem e duração do tratamento.

Sífilis: Qual o tratamento?

O tratamento para a sífilis geralmente é feito com o uso de antibióticos como por exemplo, a Penicilina. Se a sua próxima pergunta é qual a dose e duração do tratamento? A resposta só pode ser dada pelo médico que avalia o caso, pois isso depende da fase e gravidade da infecção!

Os tratamentos com injeções de penicilina em mulheres grávidas é muito comum, tendo como principal objetivo evitar o contágio do bebê! Durante o primeiro ano, o paciente vai precisar realizar exames de sangue a cada 3 meses, visando avaliar a eficácia do tratamento. Quando o tratamento entra no segundo ano, estes exames geralmente são feitos a cada 6 meses. Portanto, o tratamento requer muita atenção e paciência!

Sífilis: Como acontece o contágio?

A contaminação acontece principalmente através da relação sexual sem uso de preservativo. Os riscos de contaminação são ainda maiores quando há alguma lesão ou ferida nos órgãos genitais, situação que facilita consideravelmente a passagem da bactéria para o sangue.

Em casos mais raros, a sífilis pode ser transmitida pelo beijo! Mas para isso, é necessário ter feridas na boca. E em casos extremamente raros, a sífilis também pode ser transmitida através de objetos contaminados como por exemplo, seringas e agulhas de tatuagem!

Sífilis: Como prevenir?

A melhor maneira de prevenir a sífilis é através do uso de preservativos em todos os contatos íntimos. Outra forma de prevenção é evitar o contato direto em feridas e lesões de outras pessoas, justamente por não saber se a pessoa está contaminada com alguma doença!

As gestantes devem fazer o exame para sífilis durante o pré-natal, justamente para não passar a doença para o bebê. E com este aviso encerramos mais um importante artigo aqui no Buscar Saúde.

Se você quer saber mais sobre as formas de evitar doenças e ter uma vida saudável, convidamos para continuar lendo as nossas publicações, pois temos muitas informações interessantes!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)