A pneumonia é um grave problema de saúde que pode levar a morte, mas mesmo assim o número de pessoas que sabe identificar os sintomas da pneumonia é muito pequeno. Se você faz parte deste grupo, é hora de se informar mais sobre este tema para saber como agir caso apresente sintomas de pneumonia. Além dos sintomas, vamos falar quais são as principais causas da pneumonia e como são os tratamentos mais indicados. Saiba como os hábitos saudáveis podem te ajudar a ficar longe deste grave problema de saúde.

Pneumonia, o que é?

Este problema é caracterizado por uma infecção que atinge o organismo debilitado, principalmente o pulmão. Quando a infecção chega aos alvéolos pulmonares que são pequenas estruturas responsáveis pelas troca gasosas, ela prejudica muito a qualidade respiratória trazendo graves consequências para a saúde.

Quais os tipos de pneumonia?

Conheça os sintomas de pneumonia.

Pneumonia, quais as causas?

As causas da pneumonia são pela contaminação por bactérias, vírus ou fungos, sendo que em mais de 85% dos casos, a infecção aconteceu quando o sistema imunológico da pessoa estava enfraquecido. Nestas condições, quando a pessoa entra em contato com os agentes causadores, a chance de infecção é gigante!

Este problema é ainda mais comum nos períodos frios do ano, ou seja, as maiores incidências de pneumonia são registradas no inverno. Isso acontece porque além das quedas bruscas de temperatura, o nosso sistema imunológico tende a ficar mais suscetível aos vírus e bactérias existentes no ar, saliva e outras secreções corporais.

Pneumonia, não confunda com tuberculose

Os sintomas de ambos os problemas são bem parecidos e pode provocar confusão se a pessoa não se informar corretamente. Tanto a pneumonia quanto a tuberculose apresentam tosse intensa, mas um detalhe em especial ajudar a definir qual o problema! Geralmente a gravidade dos sintomas da pneumonia evolui rapidamente, enquanto os da tuberculose demoram mais.

Pneumonia, risco maior em crianças

A pneumonia é muito mais comum e muito mais forte entre os bebês e crianças. Isso acontece com mais frequência porque o organismo das crianças ainda está em constante amadurecimento e costuma ser mais suscetível aos agentes causadores de infecções. Como a pneumonia é uma infecção grave, o sistema imunológico dos bebês e crianças ainda não conseguem combater todos os tipos de bactérias, fungos e vírus, ou seja, é necessário ajuda médica para curar deste problema!

Quais os tipos de pneumonia?

  • Pneumonia atípica – A pneumonia atípica se diferencia dos casos típicos da doença porque ela é causada por microrganismos menos comuns. Outro fator que diferencia esta pneumonia das outras é que ela não causa febre e também aparece de forma diferente das demais nos exames, principalmente na auscultação pulmonar e na radiografia do tórax.
  • Pneumonia viral – Como seu nome já diz, ela é causada por vírus que afetam os alvéolos pulmonares. Esta doença geralmente é diagnosticada com maior frequência entre as pessoas com HIV ou bebês e crianças com sistema imunológico bem debilitado.
  • Pneumonia bacteriana – Ela é causada por bactéria e é extremamente grave. Este tipo de pneumonia pode atacar pessoas de qualquer idade se o sistema imunológico estiver fraco.
  • Pneumonia química – Este tipo de pneumonia é bem raro e justamente por isso é pouco conhecido! As causas desta pneumonia são pela inalação de agentes tóxicos que quando entram em contato com o organismo, tendem a irritar muito os alvéolos pulmonares, atrapalhando o funcionamento dos pulmões.
  • Pneumonia por fungos – Este tipo de pneumonia é causada por alguns fungos específicos como por exemplo: Histoplasma capsulatum, Coccidioides immits, Blastomyces dermatitidis. Este tipo de pneumonia também é menos comum e geralmente as pessoas não percebam os sintomas e quando descobrem o problema é porque a saúde já está muito debilitada.

Sintomas de pneumonia

Como já foi dito eles começam bem sutis, então não espere o problema agravar para buscar um médico. Caso perceba um ou mais dos sintomas que vamos listar, é recomendado ir ao posto de saúde imediatamente para realizar exames e se prevenir de problemas mais graves, o sintomas são:

  • Febre alta
  • Tosse
  • Sensação de mal-estar
  • Falta de ar
  • Secreção amarelada
  • Fraqueza
  • Confusão mental
  • Mudança brusca na pressão arterial
  • Presença de toxinas na circulação sanguínea

Pneumonia: Diagnóstico

É indispensável que o tratamento seja realizado o quanto antes, porque essa é a única forma de evitar que o problema se agrave e aumente os riscos à saúde. Geralmente, os sintomas desaparecem entre 7 e 10 dias depois que o tratamento é iniciado. Você jamais deve fazer uso de medicamento por conta própria, o tratamento e medicação deve ser prescrito pelo médico.

Os exames para identificar a existência ou não de pneumonia geralmente são:

  • Exames de sangue
  • Cultura do escarro
  • Radiografias do tórax
  • Auscultação pulmonar

Pneumonia: Tratamento

Na hora do tratamento é importante que o médico submeta o paciente ao uso de antibióticos. Quando o caso em questão é considerado grave pode ser necessária a sua internação, principalmente quando se trata de crianças e idosos, indivíduos que se enquadram em grupos de risco por terem o sistema imunológico mais vulnerável.

Em alguns casos é necessário a internação hospitalar, principalmente os bebês, crianças e idosos, uma vez que o sistema imunológico deles é mais fraco que dos adultos. Existem sim casos em que a pneumonia está tão forte, que mesmo os adultos precisam ficar internados.

Quando a infecção está muito forte, pode haver comprometimento da função renal, alterações da pressão arterial e dificuldade respiratória causada pela baixa oxigenação do sangue, visto que os alvéolos pulmonares não estão funcionando corretamente.

Pneumonia: Prevenção

As principais formas de prevenção da pneumonia são com vacinas, são elas:

  • Tomar vacina contra pneumonia, principalmente contra o vírus influenza
  • Tomar vacina contra a HIB, a bactéria Haemophilus influenzae tipo B
  • Tomar vacina contra a pneumocócica

Além das vacinas, a pessoa deve ter hábitos saudáveis que ajude a manter o bom funcionamento do sistema imunológico e com isso, ter mais força para combater as infecções não só da pneumonia, mas de vários problemas causados por vírus, bactérias

Caso tenha ficado alguma dúvida sobre a pneumonia deixe nos comentários que teremos o maior prazer de responder. Se tiver alguma sugestão ou crítica para melhorar o site, elas serão bem recebidas!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)