Neste artigo vamos falar sobre a constipação que é popularmente chamada de prisão de ventre. Veja quais são as causas de prisão de ventre, e como agir caso esteja com forte constipação. Entenda como a alimentação pode ser fundamental para evitar os casos de prisão de ventre.

Prisão de ventre: O que é?

A constipação ou prisão de ventre é caracterizada quando os movimentos do intestino estão difíceis ou menos frequentes. Nesta condição a pessoa fica com as fezes bem ressecadas, exigindo um esforço bem grande na hora de evacuar.

Ao contrário do que muitos pensam, a prisão de ventre não tem relação com a quantidade de vezes que você vai ao banheiro evacuar, visto que este número varia muito de pessoa para pessoa. Enquanto uns vão ao banheiro a cada dois ou três dias, existem outros que vão ao banheiro evacuar 2 ou 3 vezes por dia.

A constipação pode ser realidade na vida das pessoas que vão ao banheiro evacuar várias vezes por dia, porque mesmo indo várias vezes, a pessoa pode ter bastante dificuldade para evacuar.

O que é constipação? Sintomas de prisão de ventre.

Saiba o que fazer quando estiver com prisão de ventre!

Prisão de ventre: Quais as causas?

A prisão de ventre ou constipação acontece geralmente quando os resíduos de fezes se movem lentamente através do trato digestivo, o que acaba deixando as fezes duras e ressecadas. As principais causas de constipação crônica são:

  • Bloqueios no cólon
  • Hipotireoidismo
  • Bloqueio no reto
  • Lesão medular
  • Fissura anal
  • Enfraquecimento dos músculos pélvicos
  • Obstrução intestinal
  • Gravidez
  • Câncer de cólon
  • Estreitamento do cólon
  • Doença de Parkinson
  • Tumores na região abdominal
  • Incapacidade de relaxar os músculos pélvicos para permitir a evacuação
  • Câncer retal
  • Retocele
  • Problemas neurológicos
  • Neuropatia autonômica
  • Gravidez
  • Esclerose múltipla
  • AVC
  • Incapacidade de coordenar o relaxamento e contração dos músculos pélvicos
  • Diabetes

Sintomas de prisão de ventre

Observe bem a lista abaixo, porque se você estiver com dois ou mais dos sintomas informados, é um grande indicador de constipação. Os principais sintomas de prisão de ventre são:

  • Dificuldade para evacuar
  • Fezes muito duras
  • Sensação de evacuação incompleta
  • Inchaço abdominal
  • Vômitos
  • Dor abdominal

Prisão de ventre: Tratamento

Como falamos no início do artigo, em grande parte dos casos, a pessoa precisa apenas melhorar o seu hábito alimentar para acabar de vez com a prisão de ventre. Mas é importante compreender que existem casos onde pode ser necessários algum tratamento específico.

Laxantes – O uso de laxantes acontece quando a pessoa está cerca de uma semana constipado. Porém, o seu uso deve acontecer apenas com prescrição médica, pois o seu uso por contra própria pode ser perigoso, mascarando algum problema mais grave!

Há um risco grave no uso excessivo de laxantes, visto que isso pode resultar em uma inflamação intestinal. Outro fator de risco é que o abuso de laxantes pode causar uma diminuição na absorção de vitaminas, e redução da absorção de água pelo corpo.

Medicamentos – Como a prisão de ventre pode ter várias causas, consequentemente o tratamento também vai variar conforme o diagnóstico. Por isso, apenas o médico deve receitar o remédio para prisão de ventre mais indicado para o seu problema.

Entender que tanto o medicamento, quanto a dose e duração do tratamento pode variar, é fundamental para prevenir os riscos desnecessários. Sendo assim, a orientação é seguir rigorosamente a prescrição médica e jamais se automedicar.

Cirurgia – Para alguns casos a cirurgia pode ser uma opção, principalmente para as pessoas que não tiveram sucesso nos outros tratamentos convencionais. O procedimento cirúrgico também é usado quando a constipação é causada por retocele, estenose, fissura anal ou câncer.

Prisão de ventre: Como prevenir

Alimentação – A alimentação adequada é responsável pela formação do bolo fecal, além de favorecer o bom trânsito intestinal. Para isso, a pessoa precisa consumir regularmente os alimentos ricos em fibras que são fundamentais para a manutenção da flora intestinal.

Hidratação – É indispensável beber muita água todos os dias, pois juntamente com as fibras, a água atua na formação das fezes, deixando-as mais volumosas e pastosas. Quando a pessoa não se hidrata corretamente, as chances de ter ressecamento das fezes é muito maior. Aqui no Buscar Saúde tem vários artigos falando sobre a forma correta de se hidratar, vale muito a pena ler!

Exercitar – Praticar exercícios físicos regularmente é bom para manter o bom funcionamento de todos os sistemas no nosso organismo. Portanto, se exercitar pode favorecer indiretamente o bom funcionamento do sistema intestinal, contribuindo para a prevenção da prisão de ventre.

A última dica para as pessoas com prisão de ventre é justamente evitar o consumo de alimentos ricos em gordura saturada, açúcar, gordura trans e sódio. Nesta lista também podemos adicionar várias bebidas como por exemplo, refrigerantes, xaropes, energéticos e isotônicos. Para evitar o consumo destes elementos indesejados, você deve observar a tabela nutricional no rótulo dos produtos.

Com isso encerramos este artigo e precisamos alertar que este problema pode ser facilmente resolvido se tratado corretamente, mas não espere que os sintomas fiquem insuportáveis para buscar ajuda médica. O mais indicado é buscar orientação médica sempre que notar que algo não está legal com seu corpo.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)