Você sofre com dores nas costas e não sabe o motivo? Veja o que pode ser o causador das dores na coluna e como prevenir este problema. Neste artigo vamos mostrar o que fazer em caso de dor nas costas e como aliviar a dor na coluna melhorando consideravelmente a sua qualidade de vida!

Dores nas costas o que pode ser?

A maior parte das pessoas que tem problemas nas costas se queixa de dores de vários tipos. Este problema é muito comum entre os adultos, mas em grande parte das vezes o motivo destas dores começa logo na adolescência. A boa notícia é que na maioria das vezes, as dores nas costas melhoram espontaneamente.

A recuperação total de aproximadamente 70% dos casos acontece em até duas semanas. Para 20% dos casos, o prazo é de até dois meses e os demais casos são classificados como isolados, ou seja, são poucas pessoas que apresentam problemas crônicos nas costas.

A dor nas costas normalmente não é perigosa, mas requer uma atenção especial, visto que a nossa coluna é uma região muito sensível e de extrema importância para o nosso corpo. Na sequência de nosso artigo vamos mostrar quais são as causas das dores nas costas e como prevenir este problema.

Dor nas costas o que é?

Você sente dores nas costas? O que pode ser? Veja como descobrir o que está causando a dor e como prevenir!

Dor nas costas: Cansaço!

Nestes casos, a dor significa que a pessoa sente uma enorme fraqueza e cansaço na musculatura da região costal. Nem sempre há um problema detectável nos exames. Para algumas pessoas, esta fraqueza pode piorar, sem nenhum motivo aparente, mas quase sempre, é resultado da falta de exercícios de fortalecimento da musculatura estabilizadora das costas. Estes fatores são agravados quando a pessoa tem um baixo condicionamento físico, ou seja, os músculos têm muita dificuldade em renovar o oxigênio, provocando diversos processos químicos que formam o famoso ácido láctico que é um dos principais responsáveis pela sensação de dor.

Cansaço nas costas: Quais as causas?

  • Realização de trabalhos intensos
  • Má postura
  • Desmotivação
  • Inatividade física
  • Ergonomia incorreta no lugar de trabalho

Cansaço nas costas: Quais os sintomas?

  • Dores intensas e constante nas costas, mas não apresentam irradiação
  • Fraqueza ao pegar peso
  • Dificuldade de manter certas posturas
  • Falta de flexibilidade na região afetada
  • Dificuldade de movimento

Cansaço nas costas: Como tratar?

A melhor maneira de se livrar deste problema é buscando trabalhos e atividades motivadoras, praticando atividade física regularmente, realizando treinos específicos de fortalecimento muscular e trabalhar a flexibilidade todos os dias. Os alongamentos e exercícios de relaxamento como Yoga, pilates ou fisioterapia podem ser grandes aliados.

Dor nas costas: Lombalgia!

Este problema acontece quando há uma reação do sistema imunológico à algum ferimento nas costas. A lombalgia aguda é conhecida como “travar as costas”. Em grande parte dos casos, este problema acontece porque o indivíduo não levou a sério todas as dores anteriores, ou seja, não buscou o acompanhamento médico.

Para entender melhor, imagine este exemplo: a musculatura das costas está muito enfraquecida e dolorida por diversas sobrecargas, mas mesmo assim a pessoa não busca uma avaliação médica. As dores vão se agravando, e a musculatura vai ficando cada vez mais rígida até o ponto em que as costas não aguentam mais e travam. Isso funciona como um sistema de defesa da coluna vertebral.

Lombalgia: Quais as causas?

  • Rompimento completo ou parcial de tendões ou músculos
  • Efeitos degenerativos nos discos intervertebrais
  • Articulação sacro-ilíaca presa
  • Hérnia de disco

Lombalgia: Quais os sintomas?

  • Espasmo muscular muito forte seguido de dores intensas
  • Má postura por incapacidade de ficar ereto
  • Dificuldade de realização de movimentos bem leves

Lombalgia: Como tratar?

O tratamento para a lombalgia requer muito repouso, mas se manter totalmente inativo não é o correto, uma vez que é importante estimular a circulação na musculatura.  Em alguns casos, alongamentos leves podem ajudar a aliviar as dores e também existem os casos em que seja necessário fazer uso de relaxantes musculares, mas só quando houver prescrição médica.

Dor nas costas: Hérnia de disco

A hérnia de disco caracteriza-se por um rompimento total ou parcial do anel fibroso, levando ao vazamento do núcleo pulposo, desenvolvendo uma espécie de calo que pressiona a medula espinhal ou as raízes dos nervos. Neste caso, o indivíduo sente muita dor, dormência e/ou incapacidade de movimento. A hérnia de disco mais comum é na região lombar, visto que esta é a região que mais sofre pressão, principalmente pela má postura!

Hérnia de disco: Quais as causas?

  • Enfraquecimento, ressecamento e/ou rompimento do disco intervertebral
  • Alterações degenerativas
  • Má postura
  • Erguer peso erroneamente
  • Movimentos de torções violentas
  • Acidentes

Hérnia de disco: Quais os sintomas?

  • Dores que irradiam
  • Perdas de sensibilidade
  • Incapacidade motora
  • Perdas de reflexos
  • Paralisia de membros
  • Dificuldades de urinar
  • Dor ao tossir ou espirrar

Hérnia de disco: Como tratar?

Se você sentir qualquer um destes sintomas apresentados, é muito importante buscar imediatamente um médico para avaliar a real situação do problema. Em alguns casos, atividades físicas são indicadas para fortalecimento da região, mas em outros casos, os mesmos exercícios podem agravar o problema e trazer consequências gravíssimas. Portanto, jamais inicie tratamentos sem seguir uma orientação médica.

Dor nas costas, o que fazer?

A região da coluna é extremante sensível e qualquer problema por mais simples que pareça, deve ser tratado como algo possivelmente grave, visto que qualquer complicação nesta região pode causar sequelas graves e em muitos casos irreversíveis.

Muitas pessoas adotam o tratamento utilizado por um conhecido, mas isso pode ser um erro sem volta! Como foi dito, o problema do seu amigo provavelmente não seja o mesmo do seu, ou seja, o tratamento será errado e os efeitos colaterais serão inevitáveis.

A atitude mais correta é, sempre que suspeitar de qualquer problema na coluna, evite qualquer esforço na região e busque imediatamente um médico e realize todos os exames e avaliações necessários para obter o diagnóstico mais preciso possível e consequentemente, iniciar o tratamento adequado.

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)