Você sabe o que é conjuntivite? Neste artigo vamos falar tudo sobre a conjuntivite e você vai conhecer as causas, tratamentos e sintomas de conjuntivite. Com as informações que vamos passar, você poderá se prevenir caso esteja perto de alguém infectado. Além disso, você também saberá como proteger as pessoas que convivem com você, caso você esteja com conjuntivite.

Conjuntivite: O que é?

A conjuntivite é caracterizada como uma doença ocular que causa uma forte inflamação da conjuntiva que é aquela parte branca do olho. A conjuntiva é uma membrana transparente e bem fina que reveste a parte frontal do globo ocular e a parte interna das pálpebras.

A inflamação provocada pela conjuntivite pode afetar apenas um dos olhos, mas na maioria dos casos os dois olhos são afetados. Geralmente a conjuntivite dura de 1 a 2 semanas e é muito raro que ela deixe sequelas.

Quais os principais sintomas de conjuntivite?

Saiba como agir caso esteja com conjuntivite!

Tipos de conjuntivite

  • Conjuntivite alérgica
  • Conjuntivite viral
  • Conjuntivite bacteriana

Os dados registrados mostram que que a conjuntivite mais comum é a viral, seguida da bacteriana. Isso é facilmente explicado quando pensamos o quão fácil elas podem ser transmitidas. A terceira mais comum é a conjuntivite alérgica que diferente das viral e bacteriana, não é transmissível de pessoa para pessoa.

Conjuntivite alérgica

Este tipo de conjuntivite ocorre quando os olhos entram em contato com algum tipo de substância que irrita os olhos, sendo que as mais comuns são mofo, pó, pelos de animal e pólen. Como foi dito, a conjuntivite alérgica não é transmissível e as pessoas que estão contaminas com esse tipo não precisam faltar de aula ou trabalho.

Conjuntivite viral

Este é o tipo de conjuntivite é o mais comum e é causado pelo vírus adenovírus. Os sintomas de conjuntivite viral são bem parecidos com os sintomas de resfriado! Ao contrário da alérgica, a conjuntivite viral é altamente transmissível e as pessoas podem ser infectadas pelo contato direto com as secreções oculares da pessoa contaminada

Conjuntivite bacteriana

Este é outro tipo de conjuntivite bem comum e que também pode ser transmissível. Ela pode ser causada por 5 tipos de bactérias: Streptococcus pneumoniae, Staphylococcus aureus, Moraxella catarrhalis, Pseudomonas aeruginosa e Haemophilus influenzae. A maior parte das transmissões ocorrem através do contato pessoal, mas o uso de objetos pessoais também pode ser um fator de risco.

Conjuntivite: Fatores de risco

Existem fatores que podem favorecer o desenvolvimento da conjuntivite e é isso que vamos mostrar agora! Conheça a lista completa de fatores de risco da conjuntivite abaixo:

  • Baixa imunidade
  • Mãos sujas
  • Higienização inadequada das roupas de cama
  • Higienização inadequada das toalhas
  • Predisposição à doenças virais
  • Pessoas alérgicas
  • Recém-nascidos
  • Pessoas que trabalham com estilhaço de metais e vidros sem usar óculos de proteção
  • Pessoas que trabalham com produtos de limpeza
  • Pessoas que trabalham com manipulação de medicamentos
  • Pessoas que trabalham com produtos químicos sem usar óculos de proteção

Sintomas da conjuntivite

Os sintomas de conjuntivite são facilmente notados pela pessoa infectada, principalmente porque eles causam bastante incomodo. Os principais sintomas de conjuntivite são:

  • Vermelhidão nos olhos
  • Coceira
  • Inchaço nas pálpebras
  • Secreção purulenta quando é conjuntivite bacteriana
  • Secreção esbranquiçada quando é conjuntivite viral
  • Dificuldades de abrir os olhos ao acordar
  • Sensibilidade à luz

Conjuntivite: Diagnóstico

O diagnóstico preciso só pode ser obtido após consultar um médico especialista. Neste caso, para avaliar possíveis casos de conjuntivite você deve buscar a orientação de um oftalmologista. O tratamento adequado depende do grau de inflamação e principalmente do tipo de conjuntivite.

Conjuntivite: Tratamento

O tratamento para a conjuntivite visa amenizar as dores e incômodos! Sendo assim, pode ser indicada a aplicação de compressas com soro fisiológico e também colírios para conjuntivite. É importante frisar que nenhum tipo de medicamento ou tratamento deve ser iniciado sem consultar o médico, porque somente ele tem conhecimento e formação para indicar o tratamento correto.

Conjuntivite: Possíveis complicações

Caso a conjuntivite não seja tratada corretamente, pode resultar em lesões e danos na córnea, podendo levar à cegueira. Sempre cuide da saúde dos olhos e preste bastante atenção quanto à higienização adequada.

Conjuntivite: Prevenção

A melhor forma de prevenir é evitar o contato com as pessoas que estão contaminadas, além é claro de algumas atitudes diárias que podem afastar os vírus e bactérias dos seus olhos. Na lista que vamos mostrar, também existem dicas para quem já está com conjuntivite, os cuidados são:

  • Evite coçar os olhos
  • Evite locais com aglomeração de pessoas
  • Lave as mãos regularmente
  • Evite o uso de lentes de contato durante o tratamento
  • Evite o sol
  • Não frequente ambientes com bebês
  • Não compartilhe toalhas ou outros objetos pessoais
  • Troque a roupa de cama regularmente

Estamos chegando ao final deste artigo e antes de finalizar queremos informar que a conjuntivite é um problema muito comum durante a infância, porque as crianças estão constantemente em locais com aglomeração de pessoas, ou seja, onde o risco de contaminação é bem alto!

Caso suspeite estar com conjuntivite, basta buscar o atendimento médico e seguir as orientações. Felizmente este é um problema fácil de ser curado, apesar de ser bem incomodo! Se tiver ficado alguma dúvida, deixe nos comentários que iremos responder!

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)